Daniela Mercury estréia turnê em São Paulo

Ela interpreta clássicos da MPB, flerta com rock, música eletrônica e levanta a galera há vários carnavais. Desde sua primeira aparição, no início dos anos 90, Daniela Mercury segue como uma das grandes personalidades da axé music. Nunca presa a rótulos, se define: "Estou sempre pesquisando novos ritmos, promovendo fusões".Neste final de semana, a cantora estréia no Citibank Hall, em São Paulo, a turnê Balé Mulato. "Desde Eletrodoméstico (lançado em 2003), não faço uma montagem tão aberta para os paulistas. Estou com saudade."Temperada com ingredientes "arretados", a apresentação mescla a sonoridade de Balé Mulato, produzido por Ramiro Mussoto, Alê Siqueira e a própria Daniela, com o clima do DVD Baile Barroco, gravado no carnaval da Bahia, em 2005."Tem um lado teatral, lúdico neste show. Ele está cheio de elementos do folclore, da cultura nordestina e tem muita singeleza no cenário assinado pelo artista plástico Joãozito", revela Daniela Mercury . "Musicalmente, o espetáculo terá a minha vivência eletrônica misturada a inovações: serão quatro percussionistas bastante versáteis. É enfim um show dançante, vibrante e com energia forte", complementa.Balé Mulato é plural. Traz composições em alta rotação nas paradas de sucesso. Pensar em Você, de Chico César, (presente na trilha sonora de Belíssima), Topo do Mundo Amor de Ninguém, Tonelada de Amor, Olha o Gandhi Aí e Levada Brasileira são alguns exemplos do álbum, que traz a regravação de Meu Pai Oxalá, de Vinícius e Toquinho.No set list, além destas, Aquarela do Brasil, de Ary Barroso, Balanço do Mar, de Lenine e Feijão de Corda, de Carlinhos Brown. "Eu vou equilibrar os hits. Este show é híbrido, mas todas as canções têm uma unidade. Eu as uno com a alma", revela. E, cá entre nós, do altos dos 40 anos, Daniela Mercury está com um fôlego suficiente para fazer inveja a muitas meninas Daniela Mercury - Show Balé Mulato - Citibank Hall. Dia 11 (sábado), às 22 horas e 12 (domingo), às 20 horas. Av. Jamaris, 213, Moema. 6846-6040. Ingressos: R$40 a R$100.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.