Cyber Teens, a matinê da vez

A partir deste domingo, os fins de tarde prometem ser bem agitados para os adolescentes paulistanos. Às 17 horas, terá início a Cyber Teens, na casa de shows Via Funchal, uma matinê especialmente criada para a galera que tem entre 12 e 18 anos. Para animar a inauguração da domingueira, estarão presentes o DJ residente Léo, que vai tocar psy, tecno e dance, o DJ convidado Erik, que agitará a noite com sucessos de pop e rock e a banda paulistana R2, que vai agitar a balada com um show especialmente preparado para os adolescentes. "Vamos tocar os principais hits das bandas que a galera está curtindo hoje, como CPM 22, Charlie Brown Jr, Jota Quest e Skank", conta Felipe Tass, de 25 anos, vocalista da R2. Com quase 1 ano e meio de existência, o grupo formado pelo guitarrista Rodrigo Arjonas, de 27 anos, o baixista Leandro Dalle, de 25 anos, e o baterista Bezi Waisberg, de 29 anos, além de Tass, vai também tocar as músicas do seu novo álbum chamado Reações Pulsativas, que conta no repertório com regravações de Chiclete com Banana (Diga que Valeu) e Heróis da Resistência (Só pro Meu Prazer). No ano passado, a banda R2 foi convidada para acompanhar a atração internacional Double You, que realizou uma turnê pelo País. A expectativa para a inauguração da matinê, que passará a ocorrer todos os domingos, é das melhores possíveis.O vocalista da R2 acredita que os adolescentes de hoje estão bem diferentes. "A moçada de agora têm opiniões próprias e não perde em nada para a galera mais velha. Para eles, a matinê é igual a uma balada noturna", diz o também antigo freqüentador de matinês da extinta Krypton, na Vila Olímpia. Lucy Pipulini, gerente de marketing da Via Funchal, aposta que a Cyber Teens vai ser o endereço certo para a moçada dos 12 aos 18 anos que gosta de sair para curtir uma festa agitada com os amigos. "As baladas para o público adolescente estão crescendo em São Paulo. A nossa idéia é oferecer uma balada qualificada, com fácil acesso e segurança, onde os pais possam deixar tranqüilamente seus filhos", diz. Os shoppings e os colégios foram o alvo certeiro para a divulgação da matinê, que não venderá bebidas alcoólicas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.