Courtney tem recurso negado e será julgada este mês

Uma juíza rejeitou um pedido em defesa da cantora Courtney Love e abriu caminho para seu julgamento, a partir do dia 16. A viúva de Kurt Cobain, acusada de desordem e de agir sob influência de drogas, queria suprimir do caso provas como amostras de urina e depoimentos. "Isto teria acabado com nosso caso", disse o promotor Jerry Baik. A decisão foi tomada ontem, exatos dez anos após a morte de Cobain. Courtney não compareceu à audiência.A cantora foi detida em 3 de outubro, depois de quebrar algumas janelas da casa de um ex-namorado - que não quis prestar queixa. À polícia, contou que estava tentando recuperar um CD. Mas os policiais desconfiaram que Courtney estivesse sob influência de drogas e a detiveram. Mais tarde, Courtney admitiu o uso de Oxycontin, remédio conhecido como "heroína dos pobres". No entanto, para seu advogado, Michael Rosenstein, a polícia não tinha razão em investigar o uso de drogas, já que havia decidido não prendê-la por vandalismo.Courtney também pode responder a um processo por agressão, após incidente em um clube de Nova York, no mês passado. Um homem a acusa de tê-lo atingido na cabeça, durante o show, com o pedestal de microfone.

Agencia Estado,

06 de abril de 2004 | 12h14

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.