Courtney Love processa gravadora

Courtney Love está empenhada em uma cruzada contra o que chama de "táticas irresponsáveis e ilegais" das grandes gravadoras. A viúva de Kurt Cobain entrou na Justiça para romper seu contrato com a Vivendi-Universal. De acordo com a cantora, a gravadora estaria recorrendo a "práticas contábeis corruptas" com o objetivo de "ocultar os lucros reais e lesar os artistas no pagamento de direitos autorais".A Vivendi não comenta o caso. Nos documentos que preparou para o processo, porém, a gravadora afirma que as acusações de Courtney Love não passam de "um estratagema para atrair a atenção da mídia". A Vivendi processou a cantora sob a alegação de que ela não teria feito cinco álbuns previstos em seu contrato. Courtney diz que é impossível cumprir os termos do documento porque, entre cada disco, a gravadora impõe um intervalo de dois anos para promoção do trabalho - o que a deixaria presa à Vivendi por pelo menos 14 anos.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.