Courtney Love enfrenta nova batalha judicial

Courtney Love decidiu encarar nova briga judicial com o Universal MusicGroup. A cantora não quer que a maior gravadora do mundo coloqueno mercado qualquer produto que tenha a ver com a banda Nirvana,de seu marido Kurt Cobain, morto em 1994. Ela também quer quetodos os masters das gravações da banda sejam entregues a elae reclama que a gravadora deve US$ 3,1 milhões em royalties.Acantora também processou os outros integrantes do Nirvana, KristNovoselic e David Grohl, por eles terem ameaçado destruirmaterial inédito do grupo e por autorizarem o lançamento deuma compilação sem o consentimento dela. Love e sua banda, oHole, processaram no início deste ano a Vivendi Universal,empresa dona do Universal Music Group, que entrou na Justiçaporque a banda quebrou seu contrato e não gravou mais nenhumdisco. Love alega que assinou o contrato com a gravadoraindependente Geffen Records. Quando a empresa foi comprada pelaVivendi Universal, o contrato expirou. Com o Nirvana, ela alegaa mesma coisa. A Geffen Records foi comprada pela MCA em 1990,que foi comprada pela Seagram Co. em 1995. Os vários selos foramreunidos logo depois no Universal Music Group.

Agencia Estado,

03 de outubro de 2001 | 15h38

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.