Courtney Love é acusada de agressão

A roqueira Courtney Love foi acusada formalmente por agredir uma amiga de seu ex-namorado e empresário, Jim Barber, com uma garrafa e uma lanterna de metal. A agressão teria acontecido em 25 de abril, na casa de Barber, em Los Angeles. Um mandado de prisão para a roqueira seria encaminhado hoje, disse ontem o porta-voz da promotoria do distrito. Courtney não está sob custódia e não se sabe se ela recebeu o mandado. Ela ainda está sendo acusada em três outros casos, dois deles ocorreram quase ao mesmo tempo em outubro de 2003. O advogado dela, Michael Rosenstein, não foi encontrado para comentar. Autoridades disseram que cocaína e outras substâncias tóxicas foram encontradas no sangue de Courtney depois que ela foi presa por tentar invadir da casa de Barber em outubro. A cantora se considerou culpada perante a Corte Superior de Los Angeles sobre a acusação de estar sob a influência de substâncias controladas e concordou em participar de um programa de reabilitação. Ela também enfrenta acusações na Corte Superior de Beverly Hills por carregar ilegalmente analgésicos de receita controlada. Ela se considerou inocente nesse caso e uma nova audiência foi marcada para 17 de junho. Em maio, Courtney foi acusada em Nova York por agressão e comportamento inadequado, por tentar bater em um fã com um microfone em uma boate, em 18 de março. Courtney, viúva do vocalista do Nirvana, Kurt Cobain, que se matou na casa deles em Seattle em 1994, ficou famosa com sua banda Hole e por trabalhar no cinema em filmes como O Povo Contra Larry Fynt e O Mundo de Andy. Recentemente, ela lançou um álbum solo, America´s Sweetheart.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.