TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO
TIAGO QUEIROZ/ESTADÃO

Corpo de Inezita Barroso é enterrado em São Paulo

Velório da dama do sertanejo de raiz brasileiro contou com toques de berrante

O Estado de S. Paulo, O Estado de S. Paulo

09 Março 2015 | 17h36


O corpo da cantora e apresentadora Inezita Barroso foi enterrado no cemitério Gethsêmani, localizado na zona sul de São Paulo, no bairro do Morumbi, no fim da tarde desta segunda-feira, 9. 

Inezita havia completado os 90 anos há poucos dias, em 4 de março, mas, já naquela data, estava internada e sedada no Hospital Sírio-Libanês, mesmo local onde morreu, quatro dias depois, de pneumonia, na noite deste domingo, 8. 

Conhecida como a dama da música de Raiz brasileira e querida no meio artístico, Inesita levou uma grande quantidade de fãs, admiradores, familiares e amigos a irem à Assembleia Legislativa de São Paulo, também na zona sul paulistana, para o velório. 


A assessoria de imprensa da TV Cultura, canal no qual ela apresentou o lendário programa Viola, Minha Viola, estima que milhares de pessoas passaram ela Assembleia Legislativa. 

O velório foi marcado pela apresentação da Orquestra de Berrantes de Mauá, que levou seus 17 integrantes para uma homenagem a ela. Flautas tocaram Lampião de Gás, hino caipira de Inezita, e toques de berrantes deram o último adeus à dama. 

Mais conteúdo sobre:
inezita barroso, música

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.