Fernando Sampaio/ Estadão
Fernando Sampaio/ Estadão

Conteúdos exclusivos do Mamonas Assassinas vão a leilão em NFT

Direitos da música 'Pelados em Santos', vinil nº 1 do álbum 'Mamonas Assassinas’ e manuscrito inédito de Dinho participam do leilão

Bárbara Correa*, O Estado de S.Paulo

09 de julho de 2021 | 20h00

Apesar de ter a carreira interrompida tragicamente por um acidente de avião há 25 anos, a memória da banda Mamonas Assassinas segue viva até hoje e volta à cena em uma série de leilões inéditos neste sábado, 10. 

Através da plataforma de música em NFT, Phonogram.me, fãs e colecionadores poderão ter produtos exclusivos do grupo. Dentre eles, destacam-se os direitos conexos de execução pública da canção Pelados em Santos, o vinil nº 1, dos 3 milhões vendidos, do álbum Mamonas Assassinas, o LP nº 1 do disco Utopia e um manuscrito inédito do Dinho.

A obra consiste em uma brincadeira do vocalista, que escreveu a música Plâsh da maneira que ele pronunciava as palavras em inglês. Segundo Jorge Santana, primo de Dinho e um dos responsáveis pelo acervo do Mamonas, “ele não falava inglês; falava dinhês”.  O  NFT abarca a letra da música em formato digital.

Além disso, o manuscrito dá ao comprador o direito à participação como figurante do filme Mamonas Assassinas, que será produzido no segundo semestre deste ano. Como não haverá valor mínimo para início das transações, o Phonogram.me inaugura o modelo de leilão de lance livre em NFT. 

Nas plataformas de streaming, a banda tem mais de meio milhão de ouvintes mensais e as músicas possuem mais de 15 milhões de streams. Com os 10% dos direitos de Pelados em Santos, o comprador deste NFT passa a ser monetizado a cada execução pública do fonograma, como em rádios, por exemplo.

Mamonas Assassinas nos trouxe a oportunidade de inovar ainda mais neste cenário pouco explorado pelo mercado de NFTs: integração da compra de um produto 100% digital com experiências na vida real. Este tipo de ação aproxima ainda mais colecionadores e fãs das possibilidades de investimentos praticáveis em criptomoedas", comenta Lucas Mayer, idealizador do Phonogram.me.

Além do grupo, Elza Soares, BaianaSystem e outros grandes nomes da música brasileira fazem parte da agenda semanal de leilões da plataforma. 

 

Tudo o que sabemos sobre:
leilãoNFTMamonas Assassinas

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.