Conheça obras do compositor Guerra-Peixe

Ao longo da carreira, autor flertou com diversas linhas estéticas

O Estado de S. Paulo

17 de março de 2014 | 18h18

Ao longo de sua trajetória, o compositor César Guerra-Peixe, cujo centenário de nascimento é comemorada nesta terça, dia 18, flertou com diversos caminhos estéticos. Começou muito próximo da tradição europeia, com a qual rompeu ao conhecer o austríaco radicado no Brasil Hans Joachim Koellreutter, que o introduziu ao universo da vanguarda. Sua produção, não entanto, abriria espaço ainda para a estética nacionalista defendida por Mário de Andrade. A seguir, uma seleção de obras-chave para a compreensão do legado do compositor.


Sinfonia nº 2, Brasília

Mourão

   

Tributo a Portinari

Suíte Sinfônica Paulista

Águas de Março

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.