Estadão
Estadão

Confusão na venda de ingressos para show de Paul McCartney em SP

Fila no Estádio do Pacaembu estava tumultada na manhã desta sexta-feira, 17

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

17 de outubro de 2014 | 13h36

Gritos, confusão e muito calor marcaram a manhã de sexta-feira dos fãs de Paul McCartney em São Paulo. Pelo menos dos que ficaram na fila da bilheteria do Pacaembu para tentar garantir um ingresso para o show do dia 25, no Allianz Parque.

Por volta das 11h30 desta sexta-feira, 17, viaturas da Polícia Militar estavam em frente a bilheteria do Pacaembu para tentar organizar a fila. O clima era tenso porque muitas pessoas esbravejavam contra a organização. Segundo vários relatos ouvidos pelo Estado, um grupo de aproximadamente 50 cambistas furou a fila perto do horário de abertura dos portões, 10h, o que causou muita demora na venda de ingressos.

Com a chegada da PM, a fila foi organizada e começou a fluir melhor depois das 12h30. Porém, gritos e protestos continuaram. Quem saía das bilheterias com os ingressos misturava alívio e reclamações, principalmente sobre a dificuldade de comprar ingressos para alguns setores. A produtora Planmusic, que organiza a venda de ingressos, não confirmou a informação de que algum setor já estaria esgotado.

A aposentada Alcione Maria chegou ali às 5h, mas só conseguiu ir embora com os seus três ingressos, para ela, o marido e a filha, ao meio dia. "Mas isso porque entrei na fila da terceira idade", disse, visivelmente aliviada por poder ir embora dali.

Juliana Tosato, estudante de engenharia, e Henrique Nunes, estudante de ciências moleculares, chegaram mais cedo: 1h30 da manhã. Já era mais de 12h30 quando saíram com o par de ingressos para o show, ainda que em outro setor do que o desejado inicialmente – as cadeiras superiores, setor mais barato, já estavam esgotadas, segundo relataram.

Mais ou menos no mesmo horário, os termômetros da cidade marcavam 39ºC.

Tudo o que sabemos sobre:
Paul McCartney

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.