Confusão marca início das vendas para show de Madonna no Rio

Serviço pela internet e pelo telefone sofreu pane; ingressos VIPs para apresentação no Maracanã já esgotaram

Roberta Pennafort, de O Estado de S. Paulo,

01 de setembro de 2008 | 18h34

Quem esperava confusão e dificuldade para comprar ingressos para o show único da turnê Sticky & Sweet, de Madonna, no Maracanã, dia 14 de dezembro, acertou. Os fãs que tentaram pela internet e pelo telefone penaram. Já no Maracanãzinho uma fila inacreditável começou a se formar ainda no domingo. Era tanta gente aguardando que a abertura das bilheterias foi antecipada de meio-dia para as 11 horas desta segunda-feira, 1.  Veja também:Teve problema para comprar ingresso? Conte no Limão Especial: A controversa Madonna  Um grupo de cerca de 300 pessoas já amanheceu no estádio - dormiram em colchonetes, cadeiras de praia ou no chão mesmo. O primeiro a chegar, Wallace Rodrigues dos Santos, de 24 anos, postou-se ali às 6h30 de domingo, enfrentou frio e chuva - e nem é tão fanático pela cantora assim. "Vim pela minha mulher, que está louca para ver o show", contou, já com o tíquete da pista vip na mão. Os ingressos para este setor, que custam R$ 600, foram justamente os primeiros a acabar. Às 15 horas, já não havia mais lugar também nos setores cadeira central 1, arquibancada central 1 e pista portão 19, dos quais os espectadores terão a melhor visão do palco. A empresa Tickets For Fun não soube dizer quantos ingressos foram comprados nesta segunda. Até o fim da tarde, informava que não havia previsão para que um balanço das vendas saísse.  Também não foi dada explicação para a pane na internet e no telefone colocados à disposição dos compradores. Muitos deles, que já haviam se cadastrado desde o dia 20 de agosto, na esperança de agilizar a compra, passaram parte da madrugada tentando fechá-la no site da empresa (a partir da zero hora). Desesperaram-se por não conseguir passar da página inicial. Durante todo o dia, foi muito difícil chegar à conclusão da compra.  Pelo telefone, mais problemas: ao se teclar a opção 2, para se iniciar a compra, já se ouvia o sinal de ocupado. Houve reclamações quanto à má qualidade da ligação, fosse pelo celular ou telefone fixo. Segundo a Tickets For Fun, a procura foi maior do que a esperada. Setenta e cinco mil ingressos foram colocados à venda. Quem se dispôs a enfrentar a maratona do Maracanãzinho passou por outro drama: sabia que, mais cedo ou mais tarde, sua vez chegaria, mas temia que o setor escolhido já estivesse esgotado. Os amigos Hebert Eckhardt, Gustavo Abreu, de 18 anos, e Felipe Cardoso, de 22, de Niterói, não tiveram problemas. Chegaram ainda no domingo e conseguiram o que desejavam: ingressos para ver a popstar de perto. "Estou maravilhado só de pensar que daqui a cento e poucos dias estarei de volta, para assistir a Madonna. Vamos acampar uma semana antes; já estamos combinando com uma menina que conhecemos hoje", contou Hebert. Na fila, os jovens, de vinte e poucos anos ou menos, eram maioria. Os mais velhos comentavam que o que eles queriam era ver a antiga "material girl", aquela de hits como Vogue, Borderline e Like a Prayer (três das músicas incluídas no set list).  Maria de Lourdes dos Santos, de 68 anos, até gosta da loira cinqüentona, mas foi ao Maracanãzinho mesmo para dar apoio moral à neta, Mariana de Aquino, de 18 anos. A moça é tão obcecada por Madonna que até chorou ao tocar o ingresso. "Fiz grandes amizades aqui", contou Dona Maria, animada e já íntima da garotada. Para os dois shows em São Paulo, no Morumbi, marcados para 18 e 20 de dezembro, a venda de ingressos começa na quarta-feira, 3, no estádio, de meio-dia às 18 horas. Outros pontos de venda são o Ginásio do Ibirapuera e o Parque Antártica (no mesmo horário).  O telefone do call center é 4005-1525 (para quem ligar de São Paulo, Rio de Janeiro, Brasília, Belo Horizonte e Curitiba) e 11-4005-1525 para outras cidades. Para comprar através do site, o endereço é http://www.ticketsforfun.com.br/. Sem o cadastro prévio, também é possível fazê-lo, mas o processo é ainda mais lento.

Tudo o que sabemos sobre:
Madonna

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.