Reprodução
Reprodução

Confira lista das 10 melhores apresentações de Madonna

Cantora completa 30 anos de carreira neste sábado, 06, e é responsável por performances históricas em vários prêmios e programas de TV

Marcio Claesen, estadão.com.br

05 Outubro 2012 | 23h24

Há exatos 30 anos, Madonna lançava o primeiro single de sua carreira, Everybody. De 06 de outubro de 1982 para cá, a cantora tornou-se um ícone da moda, da música e do feminismo. Suas canções pregam o poder da mulher, a quebra de preconceitos, o prazer de se entregar a uma pista de dança e, claro, o amor. 

Para celebrar as três décadas da "rainha do pop", elaboramos uma lista com suas dez melhores apresentações em todos os tempos. Não foram consideradas as performances dentro de suas multimilionárias e muito bem produzidas turnês mundiais. Uma aparição da cantora em qualquer prêmio ou programa de TV sempre gerou burburinho. A julgar pela lista abaixo, você pode conferir que muito dele se justificou. Deleite-se!

10. Music, no Grammy 2001

Com um álbum elogiado pela crítica, Music (2000), e com a faixa-título alçando a cantora pela 12ª vez ao topo da parada da revista Billboard, foi difícil ignorá-la. Ela não levou nenhum dos três prêmios a que concorria, mas fez uma apresentação bastante animada ao som de Music.

9. The Power of Goodbye, no EMA 1998

Em sua fase reflexiva, após o nascimento de sua primeira filha, Lourdes Maria, Madonna colheu os louros com o álbum Ray of Light, considerado pela crítica especializada um dos melhores de sua carreira. No Europe Music Awards, a cantora escolheu The Power of Goodbye para se apresentar de maneira simples, sem efeitos visuais e muita emoção.

8. Like a Prayer, no Live 8, em 2005

No início da carreira, em 1985, Madonna participou do histórico evento beneficente Live Aid, em prol das pessoas necessitadas da Etiópia. Vinte anos depois, ela também estava no Live 8, mais uma vez lutando pelos países pobres. Várias cidades ao redor do mundo receberam shows, mas foi em Londres, no Hyde Park, que a maioria das estrelas se concentrou, inclusive Madonna. Like a Prayer, de 1989, foi uma das músicas que a cantora escolheu para se apresentar.

7. You Must Love Me, no Oscar 1997

Ganhadora de um Globo de Ouro de melhor atriz de comédia ou musical por Evita, em 1997, a cantora não foi lembrada quando saíram as indicações para melhor atriz no Oscar do mesmo ano. Mas uma de suas canções - composta especialmente para o longa-metragem de Alan Parker - foi. Madonna, então, deixou o orgulho de lado, e retornou ao Oscar para defender, emocionada, a vencedora de melhor canção do ano, You Must Love Me

6. Vogue, no VMA 1990

Pelo segundo ano consecutivo a cantora perdia o prêmio principal da noite (o de melhor videoclipe). Nothing compares 2 U, de Sinéad O'Connor bateu Vogue entre os votantes da premiação de clipes. Mas a cantora reservava uma surpresa. Foi dela a última apresentação do Video Music Awards de 1990. Com figurinos e maquiagem fazendo referências à época da corte francesa, Madonna criou uma apresentação que em nada remetia ao badalado e indicado vídeo. A palavra de ordem: reinventando-se. Sempre. 

5. Hung Up (com Gorillaz), no Grammy 2006

Como dividir o palco com uma banda virtual? Isso não é problema para Madonna. Munida apenas de um colant e saltos altos, a cantora enlouqueceu a plateia com Hung Up, que usa como base uma antiga canção dos suecos do ABBA, Gimme, Gimme, Gimme. Ela encontra-se com o grupo, despede-se deles e se junta a seus exímios bailarinos, no mesmo espírito do videoclipe da canção.

4.Vogue, Music, Give Me All Your Luvin, Open Your Heart, Express Yourself e Like a Prayer (com LMFAO, Nicki Minaj, M.I.A. e Cee-Lo Green), no Super Bowl 2012

O momento de apresentação da cantora na edição 2012 do Super Bowl foi o mais visto da história da televisão norte-americana. Ao todo, 111,3 milhões de pessoas assistiram à partida entre o New York Giants e o New England Patriots, mas 114 milhões viram a performance de Madonna. Uma super-produção foi montada e a cantora contou com participações de LMFAO, Cee-Lo Green e de Nicki Minaj e M.I.A., que participam do single e do vídeo de Give All Your Luvin.

3. Hollywood (com Britney Spears, Christina Aguilera e Missy Elliott), no VMA 2003

Surgidas no final dos anos 1990, as novas estrelas do pop Britney Spears e Christina Aguilera prestaram uma homenagem a uma de suas maiores inspiradoras que se tornou célebre. Vestidas de noiva (como Madonna no VMA 1984), as duas foram cortejadas por Madonna e dividiram o palco - e um famoso beijo - com a cantora ao som de Hollywood. De quebra, a apresentação ainda contou com a presença da rapper Missy Elliott.

2. Sooner or Later, no Oscar 1991

Madonna chegou de braços dados com Michael Jackson na cerimônia do Oscar de 1991. Sentaram-se juntos e alimentaram boatos sobre um suposto namoro. Mas tão inesquecível quanto esse inesperado casal (mais tarde ela diria que os dois foram apenas bons amigos por um breve período de tempo), foi a performance da cantora. Prestando tributo a Marilyn Monroe, Madonna surgiu estonteante e repleta de joias como a primeira apresentação musical da noite. Sooner or Later, do filme Dick Tracy (no qual a cantora também atua), levou o prêmio de melhor canção original do ano.

1. Like a Virgin, no VMA 1984

Madonna ainda era uma cantora comparada a Cyndi Lauper e estava trilhando seu caminho devagar quando se apresentou na primeira edição do Video Music Award. A cantora estava com uma música que galgava posições na parada norte-americana (Lucky Star), mas preferiu apostar em uma canção que só seria lançada dois meses depois. Era a faixa-título de seu segundo álbum, Like a Virgin. Vestida de noiva e com um buquê de flores nas mãos, ela poderia ter inventando a expressão "sensualizando", tão repercutida entre os jovens nessa década. Depois dessa apresentação, ninguém deve ter tido dúvidas a respeito do furacão loiro que estava se formando e que tomaria o mundo. A performance tornou-se tão icônica que acabou celebrada 19 anos depois no VMA 2003.

Mais conteúdo sobre:
Madonnamúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.