Reuters
Reuters

Companheiro de George Michael nega mensagens no Twitter

Fadi Fawaz diz que acordou hoje, às 11h30, e ficou surpreso com a invasão de sua conta por hackers, que atribuíram a causa da morte do cantor ao suicídio; polícia inglesa ainda não chegou a conclusõesi

O Estado de S. Paulo

01 Janeiro 2017 | 21h13

O companheiro do cantor George Michael, Fadi Fawaz, disse hoje, 1, que os posts no Twitter sobre o possível suicídio do músico não são de sua autoria. Nessas mensagens, que Fawaz  atribui a hackers invasores de sua conta, George Michael é descrito como um depressivo que já tentara várias vezes o suicídio.

O namorado de Michael foi quem descobriu o corpo do cantor no dia de Natal. Hoje, primeiro dia do ano, ele acordou por volta das 11h30 e foi surpreendido com a invasão de sua conta e as mensagens veiculadas no Twitter. 'É um tanto assustador", comentou. 

Mais conteúdo sobre:
George Michael Twitter

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.