Comida vegetariana reduz aquecimento global, diz McCartney

Músico afirma que comer pratos vegetarianos todas as segundas-feiras contribui na luta contra emissões de CO2

Ansa,

23 de junho de 2008 | 13h07

Para Paul McCartney, existe uma maneira simples de contribuir na luta contra as emissões de CO2 que causam as mudanças climáticas: comer pratos vegetarianos todas as segundas-feiras. Veja também:Beatles podem servir de inspiração para jogo de videogameMcCartney planeja mega turnê antes de 'semi-aposentadoria' Segundo o ex-Beatle, entrevistado pela revista britânica especializada em alimentos The Grocer, evitar a carne um dia por semana é um hábito já muito difundido na Austrália, onde os consumidores estão conscientes do impacto ambiental dos grandes rebanhos de gado. "Muita gente vai às segundas-feiras na academia", explica o músico, que há muitos anos é um vegetariano militante, "a segunda-feira sem carne é um pouco como esse hábito de ir à academia, e além do mais você ajuda o planeta". Para Paul, se você não pode renunciar completamente à carne, eliminar por um dia já é um passo a frente. "Uma das conclusões mais significativas do último relatório da ONU sobre mudanças climáticas é que teremos que comer menos carne. Não é a Sociedade Vegetariana que afirma isso, é a ONU", lembra Paul.

Tudo o que sabemos sobre:
Paul McCartney

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.