EFE/EPA/SAM MORRIS
EFE/EPA/SAM MORRIS

Comediante Jerry Lewis morreu de doença cardíaca em estágio terminal, diz legista

Lewis morreu em sua casa de Las Vegas, no domingo, aos 91 anos

Alex Dobuzinskis, Reuters

22 Agosto 2017 | 11h51

O comediante Jerry Lewis morreu devido a uma doença cardíaca em estágio terminal, disse o legista do condado de Clark, John Fudenberg, na segunda-feira. Lewis morreu em sua casa de Las Vegas, no domingo, aos 91 anos.

A determinação da causa da morte foi feita pelo médico de um asilo e entregue ao escritório do legista, e não é necessário investigar mais, disse Fudenberg à Reuters por telefone. Lewis estava recebendo cuidados do médico em casa antes de morrer, informou Fudengerg.

O artista exibiu seu estilo único de comédia despretensiosa durante uma longa carreira no cinema e nos palcos, e arrecadou muitos fundos com suas participações em programas de televisão em prol da caridade.

Lewis e Dean Martin formaram uma dupla de humoristas nos anos 1940 e 1950, que, em seu auge, despertou o tipo de histeria de fãs que se viu posteriormente com Frank Sinatra e os Beatles.

Entre os filmes mais conhecidos de Lewis estão O Professor Aloprado, de 1963, O Mensageiro Trapalhão, de 1960, e a comédia dramática O Rei da Comédia, de 1982, dirigida por Martin Scorsese.

Mais conteúdo sobre:
Jerry Lewis

Encontrou algum erro? Entre em contato

publicidade

publicidade

publicidade

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.