Começa despedida de Barbra Streisand

Barbra Streisand faz esta semana em Nova York os dois últimos shows de sua carreira. A cantora com mais álbuns vendidos em todos os tempos (ela tem 42 discos de ouro nos Estados Unidos, em 38 anos de carreira) apresenta-se nesta quarta e quinta-feira no Madison Square Garden para uma platéia de fãs. Os ingressos para os dois shows (que ainda não estão "sold out") são caros: entre US$ 125 e US$ 1,5 mil, mas fã que é fã paga qualquer coisa para ver Babs, que está com 58 anos. Ela, por sua vez, não é muito fã de apresentações ao vivo. "Você sabe o que é andar de saltos altos por três horas, ter de cantar 35 músicas e ainda estar de dieta para poder entrar nos vestidos?", perguntou a diva em entrevista recente. "Eu quero dizer adeus para esta fase da minha vida Quero ter mais tempo para viver minha vida." US$ 5 milhões por show - Streisand ganhou tanto dinheiro para fazer os shows (os dois de Nova York, mais dois em Los Angeles na semana passada) que pode ficar tentada a subir ao palco novamente em breve. Foram US$ 5 milhões por apresentação, de acordo com rumores que circularam na imprensa americana. No show, ela canta hits como The Way We Were, People, As Time Goes By, You´ll Never Know, A Piece of Sky e Happy Days Are Here Again. "Aqui estão os velhos tempos e os novos tempos, as primeiras vezes e as últimas vezes", disse ela, que vai fazer no Madison Square Garden um apanhado de toda sua carreira.Uma surpresa da apresentação é um dueto "tecnológico" (com vídeo e gravação de última geração) com Frank Sinatra na canção I´ve Got a Crush on You. Há outro do mesmo tipo com a diva Judy Garland. Outros momentos emocionantes do show são um vídeo caseiro em que ela canta ao lado do filho Jason, então com 5 anos, a canção que ela compôs em 1998 para seu casamento com o ator James Brolin e quando a artista fala sobre seu pai, que morreu quando ela tinha 15 anos (antes de cantar Papa, Can´t you Hear Me?). A cantora é acompanhada por uma orquestra de 62 músicos em um palco com um cenário gigantesco, que inclui colunas egípcias e uma pirâmide.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.