Começa a corrida para o 9.º Prêmio Visa

Começa amanhã a corrida para o 9.º Prêmio Visa de Música Brasileira -Edição Compositores, realizado pela Rádio Eldorado em parceria com a Visa do Brasil. Umadas novidades desta edição (a terceira dedicada aos compositores) é que pela primeira vez será permitido aos concorrentes não apenas se inscrever, mas tambémenviar as músicas pela internet, em arquivos de MP3. Até a edição passada era possível se inscrever online, mas o material sonoro ainda eraaceito apenas em CD-R ou fita cassete. Este esquema também vai continuar funcionando paraquem optar pelos serviços do correio, mas a novidade tecnológica deve facilitar as inscrições e o processo de seleção. Para isso, a Eldorado dobrou acapacidade de armazenamento e ampliou a banda utilizada no site do prêmio, assim como osrecursos de segurança. "O prêmio, constituído como o principal da música do Brasil, vem se aprimorando a cada ano e agora, com a nova tecnologia, vai ampliar não só aparticipação de músicos no Brasil como dos residentes no exterior", disse o diretor deMarketing da Visa, Joseph Levy. "O prêmio com isso ganha mais visibilidade e a expectativa é que haja um número ainda maior de inscritos." Outras novidades são o apoio cultural que o prêmio vai receber do Sesc São Paulo e aparceria entre a Eldorado e a Agência Estado, que vai disponibilizar para os assinantes todoo conteúdo de textos, imagens e arquivos de áudio para todo Brasil, durante todas as fases do prêmio. As fases eliminatórias (todas as quartas-feiras entre 12 de julhoe 16 de agosto) e semifinais (entre 30 de agosto e 12 de setembro) serão realizadas noTeatro do Sesc Vila Mariana, e a final, dia 18 de outubro, no Tom Brasil Nações Unidas. Serão seis eliminatórias com quatro participantes em cada uma. As composições devem terletras em português, mas não necessariamente inéditas. "Jean e Paulo Garfunkel sóapresentaram músicas que tinham sido gravadas, Jorge Vercilo também", exemplifica Nelson Ayres, presidente do júri. "O que está em julgamento no caso é a obra do compositor.Cada um precisa ter pelo menos sete músicas para apresentar em todas as fases do prêmio.Quem tem sete músicas inéditas boas?" Do total de R$ 200 mil oferecido pelo Prêmio Visa, o vencedor terá direito a R$ 110 milmais a gravação de um CD pela "Gravadora Eldorado". O segundo colocado vai ficar com R$ 50mil, o terceiro leva R$ 30 mil e os outros dois finalistas, R$ 5 mil cada um. Das três categorias contempladas pelo Visa (criado em 1998), a de compositores é querecebe o maior número de inscritos. Na última edição, da qual se saiu vitorioso ocatarinense Chico Saraiva, em 2003, o total de inscrições chegou a 2.892. O primeiro a ganhar o prêmio nessa área foi Dante Ozzetti em 2000. A edição vocal também é bastante concorrida e no ano passado teve um aumento recorde de 42%em relação a 2002 (quando foi realizada a segunda versão), e 116% em relação à primeira (de1999). Nessa categoria, o Visa revelou nomes como Mônica Salmaso, Renato Braz e Izabel Padovani, vencedora do ano passado. Entre os instrumentistas, opianista André Mehmari e o violonista Yamandu Costa ganharam grande projeção depois devencer o prêmio. Todos os participantes são avaliados por um júri especializado, presidido pelo pianista,produtor e maestro Nelson Ayres. Mas o público, além de ter prestigiado com entusiasmo asapresentações dos concorrentes, também participa do resultado por meio do voto popular digital, no site oficial da premiação. No ano passado,a goiana Yara de Mello sagrou-se vencedora nessa categoria recebendo 5,5 mil votos dosInternautas.

Agencia Estado,

21 de março de 2006 | 17h45

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.