Elton John. Foto: EFE/Antonio Lacerda
Elton John. Foto: EFE/Antonio Lacerda

Com hits emocionantes, Elton John faz o melhor show do Rock in Rio até aqui

Músico enfileirou canções clássicas na noite deste domingo, 20, na Cidade do Rock

João Paulo Carvalho, O Estado de S. Paulo

21 de setembro de 2015 | 00h35

RIO - Elton John é um daqueles casos raros. Dinossauro do rock, soube envelhecer com dignidade sem perder o prestígio. Quanto mais velho, melhor. Como um bom vinho. O britânico sabe hipnotizar a plateia e proporcionar ao público um show tranquilo, mas ao mesmo tempo intenso. A tese acima fica fácil de ser defendida após o espetáculo da noite deste domingo, 20, no Palco Mundo do Rock in Rio.

Há quem torça o nariz para Elton John. Cafona. Brega. Monótono. Não sabem o quanto estão equivocados. Para comprovar tal afirmação, basta prestar atenção à sua postura diante das quase 85 mil pessoas que compareceram à terceira noite do festival. Elegante, Elton John não perde a compostura. Toca os clássicos Rocket Man, Tiny Dancer e Candle in the Wing com a mesma sutileza de seus tempos áureos de juventude. Gentleman no palco, senta-se no piano e permite que a música flua.

Se um rei jamais perde a majestade, Elton John pode espalhar isso pelos quatro ventos da Cidade do Rock.

Trouxe uma banda que o acompanha desde 1969 e fez um show épico. Digno das grandes estrelas. Apenas ele e Paul McCartney podem fazer longos shows sem repetir nenhuma canção. Ambos são os últimos hitmakers da história da música, como bem lembrou o repórter do Estado Julio Maria.

Faltava alguma coisa. E bem importante: Your Song. E Elton voltou só para isso. Tocou Your Song com a leveza de sempre e o peso de ter feito o melhor show do Rock in Rio até aqui.


Mais conteúdo sobre:
Rock in RioElton John

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.