Coletâneas invadem as lojas no fim do ano

Com as festas de fim de ano se aproximando, as grandes gravadoras resolveram se agilizar. Para combater a crise que assola o mercado fonográfico, as "majors" usam de uma velha fórmula: as compilações de sucessos. Entre o fim de outubro e o início de dezembro, inúmeros Greatest Hits chegam ao mercado. O Estadao.com.br preparou uma lista que inclui alguns bons produtos, de bandas que pela primeira vez reúnem seus maiores sucessos em discos, e alguns caça-níqueis, como o 8º disco nesse formato do cantor e compositor Rod Stewart. Confira:NovatosO Collective Soul, quinteto da Georgia, lança 7even Year Itch, que além dos hits Forgiveness, Precious Declaration e Shine, traz duas músicas inéditas. Mesma fórmula usa o Smashing Pumpkins, banda que acabou no ano passado depois de cinco discos lançados. O trabalho também traz duas músicas inéditas: Real Love e Untitled. No início das vendas, o álbum será duplo, com a adição de restos dos discos Adore e Machina. Outra banda que ainda não tinha lançado o seu volume de grandes sucessos, o Green Day, sai de International Superhits. Apesar de não trazer material inédito, as 21 faixas deixam claro o papel que o grupo representou na recente invasão de bandas influenciadas por Sex Pistols, Clash e Bad Religion.Na área mais pop fica ainda mais evidente o desespero das gravadoras com a atual situação do mercado fonográfico. As boysbands, Backstreet Boys e Five, que mal começaram, lançam cada qual um "resumo" de suas carreiras. Os queridinhos do Backstreet foram "ousados" ao ponto de colocar uma música inédita, Drowning. No mais, os hits que embalaram a geração MTV. Outra febre da emissora adolescente, o TLC, que só estourou na mão do produtor Babyface, também lança um Greatest Hits, mesmo que sua bateria de sucessos se resuma à balada Waterfalls. Já o clã irlandês do The Corrs, depois de quatro discos, lança sua coleção com destaque para All The Love In The World, do filme Queridinhos da América. Uma das poucas coletâneas necessárias que estão sendo lançadas é da cantora Tracy Chapman. Nos últimos anos, ela lançou discos bem produzidos e competentes, mas não voltou a figurar entre os grandes nomes do pop, como nos anos 80. Collection comprova a opção da cantora em investir de forma consciente em sua carreira. Traz músicas como Give Me One Reason, Talkin? About a Revolution, e as baladas Fast Car e Baby Can I Hold You. O Boyz II Men, porém, tenta com Legacy recuperar o terreno perdido para outros grupos de R&B. O que sobra desse legado, ao qual se referem os rapazes, são One Sweet Day e a mais que açucarada End Of The Road. Fechando a seção de "bandas que pela primeira vez lançam uma compilação de sucessos" há os malucos do Deee-Lite. Este, também é imperdível.FigurõesNa segunda leva das coletâneas estão os figurões que não vendem como antigamente e já beberam da fonte inesgotável das coletâneas. As mais descaradas são as de Rod Stewart, Voice, e do grupo Aerosmith, que, no CD duplo Young Lust: The Aerosmith Anthology, reúne sucessos radiofônicos como Crazy, Amazing e Walk This Way. Vale lembrar que a maioria dessas músicas está em Big Ones, de 94 e no duplo ao vivo Little South Of Sanity, de 98. Completando a lista dos descarados, entra o CD duplo Their Greatest Hits - The Record, dos Bee Gees, que mais uma vez compila canções da era disco e da fase romântica dos anos 90. Entre esses, um lançamento enganoso é The Best Of Morrissey, do ex-vocalista dos Smiths. Esse CD, que só traz músicas da carreira solo do cantor, será lançado nos EUA. Lá, é novidade. No Brasil e na Europa, um disco editado em 98 trazia quase as mesmas músicas. Outro peso pesado que soa como armação é o Greatest Hits Volume 2, da cantora Madonna. Pode-se dizer que esse disco completa o CD Immaculate Collection, de 90. O disco não tem músicas inéditas. Faça suas escolhas.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.