Coldplay 'entrega' sucessos no Morumbi

Banda, liderada por Chris Martin, abriu show em São Paulo com ‘Life in Technicolor’

Lucas Nobile, de O Estado de S.Paulo,

03 Março 2010 | 00h48

Chris Martin, que completou 33 anos, durante a apresentação no Morumbi. Fotos: Keiny Andrade/AE

 

SÃO PAULO - Depois dos dois shows de abertura, com a banda brasileira Vanguart e a banda inglesa Bat For Lashes, o grupo inglês Coldplay entrou no palco do Estádio do Morumbi, com 20 minutos de atraso, às 21h50.

 

Veja também:

mais imagens Show do Coldplay no Rio de Janeiro

linkO 'time' do Coldplay vai ao campo com Ronaldo, antes do show

 

A banda, liderada pelo vocalista Chris Martin, tocou inicialmente para um Morumbi não lotado (foram colocados à venda 68 mil ingressos). Eles abriram a noite com a música Life in Technicolor, do álbum Viva la Vida. Depois, apresentaram os três maiores sucessos da banda, Clocks e In My Place, do álbum A Rush of Blood to the Head, e Yellow.

 

Até as 21h30, a polícia não havia registrado nenhuma ocorrência grave. Estava prevista chuva, mas o show transcorreu num Morumbi com lua cheia.

 

Às 22h15, aproximadamente, o Morumbi lotou. Segundo os organizadores, o público chegou a 65 mil pessoas. Mas, às 22h30, ainda havia pessoas entrando no estádio.

 

Chris Martin completou 33 anos nesta terça-feira e, tal como ocorreu no show realizado no Rio, no domingo, os integrantes do Vanguart pediram à plateia que cantasse Parabéns a Você. Mas, de novo, a "homenagem" acabou sendo um fiasco.

 

Alguém do público jogou uma camisa da Seleção Brasileira em direção ao palco e Chris Martin pegou o presente. Em seguida, ele cantou a música Fix You, do terceiro álbum da banda, X&Y, levando o Morumbi ao delírio. Martin agradeceu a plateia dizendo que São Paulo é fantástica.

 

Quando o Coldplay cantou Yellow, balões amarelos voaram sobre a plateia, que brincou com as bexigas. O público teve direito a praticamente todos os sucessos do grupo, como God Put a Smile Upon Your Face.

 

 

Nitidamente emocionado, o público acompanhou Hardest Part, do terceiro disco, que Martin cantou só com o acompanhamento de piano. O Morumbi veio abaixo e foi, de longe, a parte mais emocionante da noite.

 

Logo depois desse momento de calmaria, o estádio explodiu com o single Viva La Vida, a música de trabalho do último disco de mesmo nome - as pessoas continuaram cantando mesmo após o fim da música.

 

Chifrinhos

 

Edu, meio-campo do Corinthians, estava no show representando os jogadores do time, que bateram bola com a banda ontem à tarde. Os componentes da banda conhecem Edu porque ele jogou no Arsenal, na Inglaterra.

 

E os chifrinhos que fizeram moda no show do AC/DC continuaram sendo vendidos no espetáculo do Coldplay, apesar de não ter nada a ver com o clima idealizado por Martin e companhia.

Mais conteúdo sobre:
Coldplay Vanguart show Morumbi

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.