Fabio Motta/Estadão
Fabio Motta/Estadão

Coala Festival 2019 recebe gêneros diversos no Memorial da América Latina

Do rap ao funk e à MPB, festival em São Paulo tem Ney Matogrosso, Djonga e BaianaSystem como destaques principais

Guilherme Sobota, O Estado de S. Paulo

06 de setembro de 2019 | 16h21

Já consolidado, o Coala Festival chega neste fim de semana à sua sexta edição depois de levar ao palco do Memorial da América Latina, em São Paulo, nomes como Gilberto Gil, Caetano Veloso e Milton Nascimento, além de uma consistente seleção da nova produção da música brasileira. Este ano, Ney Matogrosso, BaianaSystem e Djonga estão entre as atrações principais, numa boa amostra da diversidade de estilos e origens que o festival procura.

Com ingressos esgotados para este sábado, 7, ainda há entradas para o domingo, 8, quando tocam Ney Matogrosso, Djonga, Letieres Leite e Orkestra Rumpilezz, Chico César & Maria Gadu, Afrocidade, Curumin convida Geovana e Saulo Duarte, além de sets com DJs e produtores.

Um dos mais badalados MCs do funk nacional, Kevin O Chris, também se apresenta no Coala – a presença do gênero nos festivais “midstream” ainda é tímida, e é bom ver uma aproximação tomando forma. O midstream é o segmento de músicos e bandas entre o sucesso mainstream e o underground completo. As entradas para o domingo custam de R$ 90 a R$ 180.

“Com o crescimento do midstream, a tendência é ver os lineups de eventos se repetindo, o que é normal, mas também é uma oportunidade para se diferenciar e dar espaço para artistas/bandas que estão fora do radar”, comenta Gabriel Andrade, um dos fundadores do Coala, e curador ao lado de Marcus Preto, em nota.

O sábado deve contar com uma espécie de encontro interessante: um dos headliners do evento é o BaianaSystem – banda que mistura ritmos baianos com beats eletrônicos, num show de alta voltagem que hoje encontra “rival”, nesse circuito, apenas com o rapper mineiro Djonga, que toca no domingo. Mas ainda no sábado, antes do BaianaSystem, sobe ao palco do Coala o grupo Ministereo Público – um dos precursores da cultura sound system baiana (muitas caixas de som, misturas de ritmos jamaicanos e brasileiros numa festa de caráter particular).

Também neste primeiro dia, uma seleção de destaque. Josyara apresenta as canções do Mansa Fúria (2018), disco em que seu violão procura uma atualização da bossa nova. Dona Onete chega com Rebujo (2019) fresquinho na bagagem, cheio do seu carimbó “chamegado” de Belém do Pará que ela transportou para a esfera nacional.

Duda Beat, cantora que tem sido o nome principal de festivais pelo interior do País, toca no meio da tarde (16h15) e a promessa é de show lotado. Elba Ramalho convida Mariana Aydar ao palco, e mais tarde Mestre Anderson Miguel chama Renata Rosa.

No domingo, um dos destaques é o show conjunto de Chico César e Maria Gadu. Ela está completando 20 anos de carreira, e Chico César lança um novo disco agora em setembro – o show terá repertório conjunto. Já Ney Matogrosso encerra a noite com seu show Bloco Na Rua, em que interpreta canções de Rita Lee, Raul Seixas, entre outros.

Coala Festival 2019

Data: 7 e 8 de setembro

Local: Memorial da América Latina - Praça Cívica

Endereço: Av. Auro Soares de Moura Andrade, 664 - Barra Funda, São Paulo

Ingressos: 

7 de setembro (sábado) – ingresso avulso: Esgotado

7 de setembro (sábado) – entrada solidária: Esgotado

 

8 de setembro (domingo) – ingresso avulso:

R$ 180,00 (inteira) / R$ 90,00 (meia-entrada) 

8 de setembro (domingo) – entrada solidária: R$ 135,00 (Desconto estipulado no valor do ingresso mediante à entrega de 1kg de alimento na portaria do festival)

Passe Coalático (7 e 8 de setembro): Esgotado

Meia-Entrada: desconto no valor do ingresso mediante a apresentação de comprovação.

Quem tem direito à meia-entrada:

Estudantes: Carteirinha de Estudante em validade no dia do Festival ou documento escolar original que comprove a condição, juntamente com documento com foto: CNH ou RG (original ou cópia autenticada).

Idosos: com idade superior a 60 anos: CNH ou RG (original ou cópia autenticada).

Professores da Rede Pública Municipal / Estadual de Ensino: Carteira funcional emitida pela Secretaria de Educação ou holerite; CNH ou RG (original ou cópia autenticada).

PCD (Pessoas com Deficiência): Carteira de comprovação com o registro de PCD e RG.

Jovens de 15 a 29 anos (inscritos no programa ID Jovem).

Coala Festival 2019 - Horários

7 de setembro (sábado)

11h: Abertura dos Portões

11h - 12h30: DJ Set da Curadoria

12h30 - 13h30: Odara Kadiegi 

13h30 - 14h20: Josyara

14h20 - 14h50: DJ Flavya

14h50 - 15h40: Dona Onete

15h40 - 16h15: DJ EB x DJ Sleep e convidados

16h15 - 17h05: Duda Beat

17h05 - 17h35: UBUNTO

17h35 - 18h35: Elba Ramalho convida Mariana Aydar

18h35 - 19h05: Radiola Serra Alta ft. Jéssica Caitano

19h05 - 19h55: Mestre Anderson Miguel part. Renata Rosa

19h55 - 20h40: Ministereo Público

20h40 - 22h: BaianaSystem 

8 de setembro (domingo)

11h: Abertura dos Portões

11h - 12h30: DJ Set da Curadoria

12h30 - 13h30: Ju Mineira

13h30 - 14h20: Curumin convida Geovana e Saulo Duarte

14h20 - 14h50: Mary G

14h50 - 15h40: Afrocidade

15h40 - 16h10: SHAKA

16h10 - 17h10: Chico César & Maria Gadu

17h10 - 17h40: Carlos do Complexo

17h40 - 18h30: Letieres Leite & Orkestra Rumpilezz

18h30 - 19h10: DKVPZ ft. Kevin O Chris

19h10 - 20h: Djonga

20h - 20h45: Discopédia

20h45 - 22h: Ney Matogrosso

Ouça os sucessos dos escalados para o Coala Festival 2019

Ney Matogrosso

Djonga

BaianaSystem

Duda Beat


 

Tudo o que sabemos sobre:
Coala Festivalmúsica

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.