Clássicos brasileiros dominam fim de semana

A presença da música brasileira no programa de três orquestras com sede na cidade é o destaque da programação do fim de semana, que tem também música de câmara e ópera. No sábado, a Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo repete o programa apresentado pela primeira vez hoje, na Sala São Paulo, no qual interpreta Estruturas Sinfônicas, de Ricardo Tacuchian, compositor carioca que assina, ao lado da maestrina Lígia Amadio, uma série de apresentações dedicadas à música brasileira no Teatro Municipal do Rio. Sua peça, no entanto, não é o único atrativo do concerto da Sinfônica do Estado, que está sendo regida esta semana por Carlos Kalmar. O pianista Nikolai Demidenko interpreta o Concerto n.º 1 para Piano e Orquestra, de Rachmaninoff, um dos mais complicados do repertório para piano e orquestra. Além disso, o grupo toca Taras Bulba - Rapsódia para Orquestra, de Janacek, peça nunca apresentada no Brasil, e The Wild Dove op. 110, de Dvorak.Amanhã e domingo, o maestro Luis Gustavo Petri estará à frente da Orquestra Sinfônica Municipal regendo um programa com obras de Francisco Braga, Debussy, Dukas e Berlioz.Também no domingo, a Sinfonia Cultura, dirigida por Lutero Rodrigues, interpreta, no Sesc Belenzinho, Abertura Sinfônica, obra inédita de Eduardo Escalante, a suíte Piratiningana, de Sergio Vasconcellos Corrêa, e Momoprecoce, obra para piano e orquestra de Villa-Lobos. O solista será Marcelo Bratke.Música de câmara - Dentro da programação dominical da Fundação Maria Luisa e Oscar Americano, o Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo (composto por Betina Stegman, Luiz Amato, Marcelo Jaffé e Roberto Suethölz) e o pianista Gilberto Tinetti apresentam o Quarteto n.º 8 em Dó Menor Op. 110, de Shostakovitch, e realizam a estréia brasileira do Quinteto n.º 2 em Mi Bemol Menor Op. 26, de Ernest Von Dohnányi, compositor húngaro que, aos poucos, vai conquistando espaço nos programas de concertos em todo o mundo.A programação de câmara também inclui o duo de harpa e flauta, formado por André Rocha e Vasquez Nazareth, e do Duo Irmãos Muner, que interpretam obras de Bach e Dilermano Reis no Museu da Casa Brasileira.No que diz respeito à ópera, a opção é Thaïs, de Jules Massenet, que será apresentada no Teatro São Pedro como parte do projeto Ópera Sinopse. À frente da produção estão o maestro Mário Záccaro e o diretor Walter Neiva. No elenco, Berenice Barreira, Rita Marques, Paulo Sérgio Menegon e Fernando de Bona.Orquestra Sinfônica do Estado de São Paulo. Sábado, às 16h30. De R$ 10,00 a R$ 30,00. Sala São Paulo. Praça Júlio Prestes, s/n.º, tel. 3337-5414. Orquestra Sinfônica Municipal. Sexta, às 21 horas; domingo, às 11 horas. De R$ 2,00 a R$ 8,00. Teatro Municipal. Praça Ramos de Azevedo, s/n.º, tel. 222-8698Quarteto de Cordas da Cidade de São Paulo e pianista Gilberto Tinetti. Domingo, às 11h30. R$ 5,00. Fundação Maria Luisa e Oscar Americano. Avenida Morumbi, 4.077, tel. 3742-0077Sinfonia Cultura. Domingo, às 11 horas. R$ 3,00. Sesc Belenzinho. Avenida Álvaro Ramos, 991, tel. 6096-8143Thaïs. Projeto Ópera Sinopse. Sexta e sábado, às 21 horas; domingo, às 19 horas. R$ 20,00. Teatro São Pedro. Rua Barra Funda, 171, tel. 3667-0499

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.