Clarinetista de Nova Orleans Pete Fountain morre aos 86 anos

Clarinetista de Nova Orleans Pete Fountain morre aos 86 anos

Músico ganhou fama como um músico de destaque com programas de TV, como o The Tonight Show, com Johnny Carson

Reuters

08 Agosto 2016 | 10h48

O clarinetista Pete Fountain, uma das faces do jazz de Nova Orleans durante sua carreira de seis décadas, morreu no sábado, 6, com 86 anos, informou a mídia local. Fountain ganhou fama como um músico de destaque no programa de TV The Lawrence Welk Show, na década de 1950, e fez dezenas de aparições no The Tonight Show, com Johnny Carson.

Fountain abriu seu próprio clube de jazz na Bourbon Street, em Nova Orleans, e ao longo dos anos se apresentou para quatro presidentes dos EUA e um papa.

Até a sua aposentadoria de apresentações públicas, aos 83 anos, Fountain desfilou todos os anos na festa de carnaval de Nova Orleans Mardi Gras, com seu Half-Fast Marching Club.

Fountain nasceu Pierre Dewey La Fountaine Jr., em Nova Orleans, em 1930, e começou a tocar o clarinete como uma forma de combater problemas respiratórios crônicos. Até sua adolescência, ele já se apresentava em clubes da cidade como um músico profissional.

Mais conteúdo sobre:
Pete Fountain Johnny Carson Bourbon

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.