Clara Becker canta Mário de Andrade

Em 1990, ainda trabalhando como atriz, a cantora Clara Becker, que apresenta nessa terça o show Falando de Amor na Biblioteca Mário de Andrade, participou de um espetáculo baseado na correspondência trocada entre o poeta Carlos Drummond de Andrade e o escritor Mário de Andrade. Por conta disso, acabou por conhecer a faceta compositora do escritor modernista. No caso, a obscura canção Viola Quebrada, a única música composta por Mário de Andrade, inspirada em Catulo da Paixão Cearense.A paixão pela música foi imediata. Tanto que anos depois lá estava Viola Quebrada no repertório da cantora. "Estou achando o máximo tocá-la na biblioteca que leva o nome de Mário de Andrade; é como se a canção fechasse um ciclo", continua. "Sou fascinada pela Semana de Arte Moderna de 1922; descobri toda a movimentação intelectual e artística daquele período graças ao teatro."Além de Viola Quebrada, o repertório do show traz outras inéditas como Lilith, de Fátima Guedes, e Sempre Assim, de Alexandre Lemos. Segundo a cantora, o show passa por todas as vertentes do amor e tem relação direta com a própria vivência da artista. Dentro desse raciocínio, Clara conta sua história, revela preferências estéticas e musicais por intermédio das composições Pela Luz dos Olhos Teus, de Tom Jobim; Até Pensei e O Casamento dos Pequenos Burgueses, de Chico Buarque; Novamente, de Fred Martins e Alexandre Lemos; Cinema Antigo, de Suely Costa e Cacaso; Carinhoso de Pixinguinha e João de Barro; Ô Doux Visages Que J´Ai tant Aimés, de Michel Legrand e Eddie Barclay; e Ai Quem me Dera, de Vinícius de Morais.Há ainda O Gago Apaixonado, de Noel Rosa; Dou-não-Dou, de Djavan; Absinto, de Fátima Guedes; A Solidão, de Alceu Valença e Aventura, de Eduardo Dusek e Luiz Carlos Góes.Em breve, o repertório seleto poderá ser ouvido também no CD que Clara começa a preparar. "Estou na fase de pré-produção", avisa a cantora, filha do ator Walmor Chagas, que assina a direção do show Falando de Amor, e de Cacilda Becker, considerada a maior atriz da história do teatro brasileiro. No show, o pianista Júlio Ricarte acompanha a cantora.Clara Becker. Terça, às 19h. Entrada franca. Biblioteca Mário de Andrade. Rua da Consolação, 94, tel. 256-5777

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.