Chivas põe em cena o jazz de vanguarda

Começa na quarta-feira, noDirectv Music Hall, um festival que revigora a velha ambiçãoavant-garde do jazz, o Chivas Jazz Festival. Em sua terceiraedição, firma-se como o mais prospectivo evento do gênero,antecipando o que vai ser notícia. Músicos que alargaram as fronteiras do gênero nos anosloucos da experimentação do free jazz, como o saxofonista DeweyRedman, estão no cast da mostra. De carreira errática, Redmantocou nos principais ensembles experimentais dos anos 60, ogrupo de Ornette Coleman e o quarteto de Keith Jarrett. Tambémvieram músicos que obrigaram o jazz a se relacionar com seu ecoprimal, a matriz africana, caso do pianista sul-africanoAbdullah Ibrahim (que era Dollar Brand até 1968, quando seconverteu ao islamismo). Além da vanguarda histórica, está representada também anovíssima geração do jazz europeu, um jazz que se configura comoa maior novidade de um gênero que nunca parou de se renovar.Tradicional exílio de músicos do jazz, como Dexter Gordon eArchie Shepp, a Europa agora influencia o influenciador. Curiosamente, são duas histórias que se encontram. Obaixista israelense Avishai Cohen, expoente da nova vanguarda,tem tocado com o grupo de Chick Corea. Ele traz ao som clássicodo jazz elementos musicais do Oriente Médio - como na composiçãoOt Kain, inspirada em um poema de Shay Yemini. O trompetista italiano (nascido na Sardenha) Paolo Fresu, de 41 anos, é outrodos novos fenômenos da Europa. Sua músicasugere uma atualização - se é que isso é possível -, um ecomoderno do som que Miles Davis perseguiu nos anos 50. A pianista e compositora belga Nathalie Loriers, de 36anos, é a incógnita da mostra. Nascida em Namur, na Bélgica, eformada em música no Conservatório Real de Bruxelas, ela vem comum trio e já tocou com Lee Konitz (gravou também com ele em1993) e Toots Thielemans. Já a América está representada pelo desafiadorsaxofonista Chico Freeman, de 51 anos, que também toca teclados,flauta e clarineta. Rebelde, insolente, Freeman (que é filho dosaxofonista Von Freeman) tem impulsionado o jazz desde os anos70 em direção a linguagens urbanas, como o funk e o rap. O pianista francês Jean-Michel Pilc, que está em umanoite das menos procuradas do festival (até agora), é um dos quevêm com melhores credenciais. A revista Jazz Magazine,bíblia do gênero, o elegeu em março como um dos "35 pianistasque levaríamos para uma ilha deserta". O pianista Fred Hersch, um seguidor de Bill Evans quevem de Cincinnati, também traz a experiência de tocar commúsicos de ponta, como Stan Getz e Joe Henderson. No meio de tudo, Toy Lima, o organizador dessa jornadade jazz, escalou um músico que demonstra íntima familiaridadecom a música brasileira, o saxofonista e flautista DavidLiebman. Ex-aluno de Lennie Tristano e Charles Lloyd, Liebmantambém tocou com Miles Davis e mostra no Chivas Jazz o discoThe Unknown Jobim (O Desconhecido Jobim). Liebman não tem a pretensão de mostrar-nos composiçõesde Jobim que desconhecemos, até porque seria impossível. Elemostra outra possibilidade jazzística para os standardsjobinianos, com uma sábia habilidade em evitar o muzak e criarlinhas de diálogo entre Coltrane e Jobim, a música indiana e amúsica latina. Em três edições, o Chivas Jazz Festival "revelou"(pelo menos aos ouvidos brasileiros) fenômenos do gênero, como otrompetista Dave Douglas e o clarinetista Don Byron. Suaessência é mostrar que o jazz é um gênero em movimento, deessência anticonservadora e que continua sendo uma arte coletivae fundada no prazer.Serviço - Chivas Jazz Festival. De quarta a sábado, a partir das21h. De R$ 35,00 a R$ 65,00. Directv Music Hall. Avenidados Jamaris, 213, tel. 5643-2500. Ingressos a venda na LivrariaSaraiva (Shopping Eldorado e MorumbiShopping), Fnac de Pinheiros, Lojas Riachuelo ou pelo tel. 6846-6000 (em todos estes pontosserá cobrado o valor do ingresso + taxa de conveniência). Aaquisição de ingressos para estudantes será feita apenas nolocal do show. Estréia prevista para quarta-feira.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.