China proíbe shows em playback

O Governo da China emitiu uma nova lei que proíbe que os cantores do país façam playback, sob ameaça de "punições graves", informou a agência estatal chinesa Xinhua, nesta quarta-feira.A norma está dentro dos novos Regulamentos sobre Atuações Artísticas com Caráter Comercial, que acrescenta que "qualquer companhia ou indivíduo que engane a audiência" utilizando música gravada "será denunciado publicamente".A lei fixa dois anos de suspensão da atividade artística para os cantores que incorram duas vezes no delito em menos de dois anos. O mesmo tempo de proibição da atividade será aplicada para a empresa promotora do show ou atividade pública.O regulamento é adotado, informaram seus autores, em um momento em que estão se proliferando esse tipo de falsas atuações ao vivo, "com o objetivo de ganhar dinheiro, o que está causando ao público a sensação de que estão sendo enganados".Na China, como na maior parte do planeta, o pop é o gênero musical mais popular. Os cantores chineses são fortemente influenciados pelos artistas que fazem sucesso em Japão, Coréia do Sul, Taiwan e Coréia do Sul.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.