China proíbe circulação da revista Rolling Stone

O governo da China proibiu a distribuição da edição em chinês da revista Rolling Stone, que começou a ser vendida há três semanas, informaram hoje fontes locais.O escritório do General Administration of Press and Publication (GAPP, departamento governamental responsável pelas publicações) em Xangai justificou a proibição alegando motivos técnicos. A Rolling Stone, segundo o GAPP, não pediu uma das autorizações necessárias para sua distribuição.Durante as primeiras semanas, as vendas da revista foram bem. Os 125 mil exemplares impressos se esgotaram rapidamente.O ponto forte do primeiro número era uma longa entrevista com Cui Jian, o mais popular cantor de rock chinês, conhecido por uma música que se transformou em uma espécie de hino do movimento estudantil.Um porta-voz do GAPP declarou que "não se trata apenas de um fato técnico...". "Inclusive se (a revista Rolling Stone) possuísse todos os documentos necessários, haveria muitas dúvidas sobre as chances de liberarem sua circulação".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.