China censura show do cantor de hip-hop Jay-Z

O Ministério da Cultura chinês decidiu cancelar o show de hip-hop do rapper nova-iorquino Jay-Z que estava marcado para 23 de outubro, em Xangai, por considerar as letras de suas músicas inapropriadas para o público local, informa hoje o jornal "Shanghai Daily".Jay-Z, ganhador de cinco prêmios "Grammy" entre 1999 e 2006 e um dos artistas de maior sucesso no seu estilo nos últimos anos, não recebeu permissão para atuar na cidade chinesa. Suas letras falam de violência, armas, tráfico de drogas e a vida dura nas ruas. O motivo alegado pelo Ministério, segundo Sun Yun, empresário responsável pelo show, foi que "algumas músicas de Jay-Z contêm uma linguagem muito vulgar".Grupos como Black Eyed Peas tocaram recentemente em Xangai, apresentando canções sexualmente sugestivas. Os Rolling Stones atuaram em abril, mas sob a condição de tirar do espetáculo cinco canções de sexualidade mais explícita.Jay-Z é conhecido no mundo do hip-hop por sua habilidade com as improvisações ("free style"), sua capacidade para utilizar metáforas, duplos sentidos e jogos de palavras, e a combinação dos ingredientes típicos da rua com a música comercial.Estilos como o rock e o hip-hop são muito menos populares na China que no Ocidente. As companhias fonográficas do país tendem a investir em terrenos mais seguros, promovendo os cantores locais, de Taiwan e de Hong Kong.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.