Reprodução de 'This Is America' (2018)/RCA
Reprodução de 'This Is America' (2018)/RCA

Childish Gambino faz história no Grammy com 'This is America'

Obra é o primeiro rap a ganhar na categoria de música do ano na cerimônia, que teve início em 1959

Redação, O Estado de S.Paulo

11 de fevereiro de 2019 | 03h43

A obra de Childish Gambino "This is America", cuja letra e videoclipe criticam os ataques com armas e o racismo presentes na cultura americana, fez história no Grammy 2019 por se tornar o primeiro rap a levar o troféu de "música do ano" na história da cerimônia - que teve início em 1959. 

Além disso, a música arrematou outras três categorias desta 61ª edição, realizada no domingo, 10: gravação do ano, melhor performance de rap cantado e melhor clipe. Gambino concorria ainda por melhor música de R&B com Feels Like Summer, mas perdeu para Boo'd Up, de Ella Mai.

Gambino, no entanto, não estavá lá para receber seus prêmios. Isso porque ele se negou a se apresentar ou comparecer na cerimônia, em protesto à Academia de Artes de Gravação dos Estados Unidos por se sentir subestimado. 

No ano passado, o ícone do rap Jay-Z foi indicado a oito categorias, mas saiu com as mãos abanando no final da cerimônia. O fato gerou fortes críticas, o que levou a organização a ampliar o número de indicados nas principais categorias, de quatro a oito. 

A edição deste ano se destacou por ter mais diversidade, pelo menos nas principais categorias. Também foi o ano em que as mulheres tiveram mais espaço de destaque. Inclusive, a ex-primeira dama Michelle Obama foi uma das convidadas para fazer a abertura, ao lado de Lady Gaga, Jada Pinkett-Smith e Jennifer Lopez. 

This is America 

Pouco após a apresentação de Childish Gambino no Saturday Night Live em 5 de maio de 2018, o videoclipe de "This is America" foi publicado na internet. Uma hora mais tarde, o vídeo já contava um milhão de visualizações. 

O sucesso fez com que Gambino quebrasse seu próprio recorde no YouTube. Atualmente com mais de 480 milhões de visualizações, o conteúdo continua sendo o mais visitado no canal do cantor./ AFP

 

Mais conteúdo sobre:
GrammyrapDonald Glover

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.