Chemical Brothers fazem show-balada em São Paulo

Formado pelos amigos Ed Simons e Tom Rowland, os Chemical Brothers são a dupla mais cultuada da cena eletrônica. O motivo é simples - criadores do ´big beat´, estilo de eletrônica mais pesado, Simons e Rowland fazem um bate-estaca divertido, com influências de outros ritmos mais antigos, como o rock, o hip hop e o soul. O duo pretende inflamar o estádio do Pacaembu, durante a edição especial de hoje do Nokia Trends, com um set variado, centrado em seu último álbum de inéditas, Come With Us, de 2002. Sucessos das pistas de todo o mundo, como Block Rockin´ Beats (que deu à dupla um Grammy), Hey Boy Hey Girl, Chemical Beats, Private Psychedelic Reel e Star Guitar certamente não serão esquecidos. A faixa Acid Children, tocada nos festivais de verão na Europa e presente no próximo disco (previsto para janeiro ou fevereiro de 2005), também constará no repertório da dupla. O minifestival começa às 19 horas, com o tecno do brasileiro Renato Cohen. Assumem as picapes depois dele os ingleses Justin Robertson e James Holroyd, com missão de aquecer a pista para a atração principal. O show/balada tem hora para acabar: meia-noite. Para quem achou pouco, a organização promete compensar com 30 toneladas de equipamentos de som e luz e uma estrutura parecida com aquela montada no festival inglês Creamfields, em agosto. Quarenta e cinco mil ingressos foram colocados à venda e a expectativa é de lotação máxima. Nokia Trends, com Chemical Brothers - Estádio do Pacaembu. Praça Charles Miller, s/nº, Pacaembu, 3168-8525. Hoje às 19 horas. Abertura dos portões às 16 horas. De R$ 60 a R$ 90.

Agencia Estado,

20 de outubro de 2004 | 17h00

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.