charleypride.com
charleypride.com

Charley Pride, referência da música country americana, morre de covid-19 aos 86 anos

Cantor ficou conhecido por sucessos como 'Kiss an Angel Good Morning' e 'All I Hate to Offer You (Is Me)'

Agência, Reuters

13 de dezembro de 2020 | 14h39

O mundo perdeu um dos ícones da música country para o novo coronavírus. Charley Pride morreu, aos 86 anos, vítima da covid-19. A notícia foi confirmada pelo agente dele neste sábado, 12. O cantor, pioneiro músico negro de country nos Estados Unidos, ficou conhecido por sucessos como 'Kiss an Angel Good Morning', 'All I Hate to Offer You (Is Me)' e 'Is anybody goin'to San Antone'.

“Estou com o coração tão partido que um dos meus amigos mais queridos e mais antigos, Charley Pride, faleceu. É ainda pior saber que ele faleceu do covid-19. Que vírus horrível, horrível. Charley, sempre vamos amar você", disse a estrela da música country Dolly Parton no Twitter. 

O nativo do Mississippi colheu algodão, serviu no Exército dos Estados Unidos e jogou beisebol na Liga Negra antes de se mudar para Nashville, tornando-se a primeira estrela negra do country. Ele ingressou no Country Music Hall of Fame em 2000, disse a revista Rolling Stone.

Pride, que morreu em Dallas, protagonizou 52 hits country entre os anos de 1967 e 1987, ganhou o Grammy e se tornou o artista country mais vendido da RCA Records.

Assista ao vídeo: 

 

 

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.