César Maia cai após discurso inaugural da Cidade da Música

Prefeito do Rio caiu no chão após discursar durante a abertura oficial de complexo cultural inacabado

Márcia Vieira, do Estado de S. Paulo,

27 de dezembro de 2008 | 22h50

O prefeito do Rio César Maia caiu, por volta das 21h40, logo após fazer seu discurso na inauguração oficial da Cidade da Música na Barra da Tijuca, zona oeste da cidade. Veja também: Após interdição e sem pompa, Cidade da Música abre para grande concerto "O tombo estava programado com os fotógrafos para eu sair na primeira página de todos os jornais"Prefeito do Rio César Maia precisa de ajuda para se levantar. Foto: Fábio Motta/AE A Cidade da Música foi inaugurada na sexta, 26, sem pompa e circunstância. A programação prosseguiu neste sábado, com concerto da Orquestra Sinfônica Brasileira (OSB), sob a regência do maestro Roberto Minczuck, interpretando concertos vienenses, como é tradição nas grandes salas na época do Natal e ano-novo. O concerto foi programado para acontecer  na Grande Sala Maestro José Siqueira, a única concluída e liberada do maior complexo cultural construído na cidade há décadas.No discurso de hoje, Maia caiu. Ontem, o prefeito do Rio chorou, quando a Banda da Guarda Municipal tocou um pot-pourri de músicas que enalteciam o Rio e La Vie en Rose. No discurso, tentou responder às críticas que o projeto tem recebido. "Esta é uma intervenção que só o tempo vai julgar. A decisão se torna mais difícil quando se toma sem entender em que prazo vai ter retorno."

Tudo o que sabemos sobre:
César MaiaCidade da Música

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.