Centenas fazem fila na estrela de Michael na Calçada da Fama

Fãs, turistas e curiosos fotografam, colocam flores e lembranças na estrela que leva o nome do rei do pop

EFE,

27 de junho de 2009 | 19h19

Centenas de pessoas fizeram fila neste sábado, 27. para ver a estrela de Michael Jackson no Calçada da Fama de Hollywood, lugar que se tornou ponto de culto à memória do artista, enquanto a família prepara um funeral previsivelmente grande. Fãs, turistas e curiosos esperaram sua vez para fotografar ou depositar lembranças e flores sobre a estrela que leva o nome do rei do pop.

 

Veja também:

video TV ESTADÃO: Especialistas discutem o legado de Michael Jackson

especial  ESPECIAL: linha do tempo com a carreira do cantor

mais imagens GALERIA DE FOTOS

especialTUDO sobre a repentina morte de Michael Jackson

som Ouça a ligação feita ao 911 (em inglês)

som  TERRITÓRIO ELDORADO: playlist com os maiores hits de Michael Jackson

blog FÓRUM : Morre Michael Jackson, rei do pop

linkFamília de Michael Jackson quer segunda autópsia do corpo

linkFamília de Michael Jackson já recolhe bens da casa do cantor

linkItens de Michael Jackson somem das lojas em São Paulo

 

Fãs homenageiam Michael Jackson, o rei do pop, nas imediações da Calçada da Fama. Foto: AP 

 

A área do entorno da Calçada da Fama teve que ser isolada pela polícia para manter a ordem. A expectativa é de que o número de fãs no local aumente após a divulgação dos detalhes do funeral e das possíveis homenagens oficiais a Michael. A polícia de Los Angeles entrou em contato com a família do cantor para começar a organizar um evento de despedida ao artista, um ato que mobilizará uma legião de fãs.

 

A popularidade mundial de Michael torna previsível que as cerimônias de seu funeral possam se transformar nas maiores da história relacionadas à indústria do entretenimento. Há 12 anos, 250 mil pessoas foram às ruas de Londres para o funeral da princesa Diana. Em 1977, 75 mil pessoas se despediram de Elvis Presley na cidade americana de Memphis.

 

A morte de Michael Jackson, de 50 anos, ocorreu inesperadamente na última quinta-feira, 25, depois de o artista sofrer uma parada cardíaca em sua casa de Los Angeles. O cantor se preparava para uma sequência de 50 shows no mês que vem em Londres. O diretor e coreógrafo das apresentações que Michael estava preparando, Kenny Ortega, sugeriu que pode haver um tributo musical à memória do artista.

 

Apesar de não haver planos específicos a respeito, Ortega disse que se seguiria a fórmula usada para gravar a música We Are The World, quando vários músicos de prestígio colaboraram com Michael com o objetivo de arrecadar fundos para o combate à pobreza na África em meados da década de 80.

Tudo o que sabemos sobre:
Michael Jackson

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.