REUTERS|Mario Anzuoni
REUTERS|Mario Anzuoni

Céline Dion presta homenagem a vítimas de Paris no American Music Awards

One Direction, Taylor Swift e The Weeknd levaram alguns dos prêmios principais

AFP

23 de novembro de 2015 | 11h41

LOS ANGELES - A cantora canadense Céline Dion prestou uma homenagem emocionada neste domingo, 22, às vítimas dos ataques de Paris, durante a premiação American Music Awards (AMA) em Los Angeles, que teve o grupo One Direction como vencedor na categoria Artista do Ano.

A intérprete cantou em francês o clássico de Edith Piaf "Hymne à l'Amour" (Hino ao Amor), enquanto o telão exibia imagens da Torre Eiffel e da bandeira da França.

Dion subiu ao palco após um discurso emotivo do ator Jared Leto, que disse ter se apresentado com sua banda, Thirty Seconds to Mars, na casa de espetáculos Bataclan, principal ponto da tragédia em paris.

No total, 130 pessoas morreram em 13 de novembro na capital francesa após uma onda de ataques jihadistas, mas "outras sete bilhões de pessoas sempre terão medo por esta terrível tragédia sem sentido", afirmou Leto.

"A França importa, a Rússia importa, a Síria importa, Mali importa, o Oriente Médio importa, Estados Unidos importa, o mundo inteiro importa. E a paz é possível", disse o vencedor do Oscar de ator coadjuvante em 2014 por "Clube de Compras Dallas".

Durante a cerimônia, o principal prêmio do AMA, que tem seus vencedores definidos por votação do público, ficou com a banda britânica One Direction, que pelo segundo ano consecutivo triunfou na categoria Artista do Ano.

Taylor Swift, que não compareceu ao evento, venceu em três categorias: Canção do Ano por "Blank Space", Álbum pop/rock favorito por "1989" e Artista Contemporânea favorita.

Ariana Grande e Ed Sheeran venceram como nas categorias artistas pop/rock.

Nicki Minaj venceu na categoria rap/hip hop com o álbum "The Pinkprint", enquanto The Weeknd levou o prêmio de soul/R&B com o disco "Beauty Behind The Madness".

Tudo o que sabemos sobre:
Celine DionTaylor Swift

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.