Cavern Club quer abrir filiais em SP e Rio

O Cavern Club quer globalizar. O mítico boteco onde os Beatles se criaram, hoje um rentável ponto turístico, pretende abrir uma rede de filiais em cidades como Adelaide, na Austrália, em Marbella, na Espanha, Miami, Nova York e ainda São Paulo e Rio. Falando ao jornal Liverpool Echo, Bill Heckle, diretor da Cavern City Tours, disse que é "uma fantástica oportunidade de espalhar o nome dos Beatles e do Cavern Club mundo afora". Segundo ele, o Cavern Club Rio pode ser aberto em até nove meses. É um irônico consolo - ou só uma ironia - para os turistas brasileiros recentemente barrados na Inglaterra por falharem numa sabatina sobre os Beatles. Eles tinham por destino, justamente, o Cavern Club de Liverpool.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.