KEVIN WINTER / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP
KEVIN WINTER / GETTY IMAGES NORTH AMERICA / AFP

Causa da morte de Mac Miller ainda não está clara depois da autópsia

Motivo não será divulgado até os resultados dos exames toxicológicos, que podem levar semanas ou até meses

AP

10 Setembro 2018 | 16h08

LOS ANGELES — Uma autópsia foi concluída mas a causa da morte ainda não está clara para a estrela do hip hop Mac Miller, encontrado morto na sua casa em Los Angeles na última semana.

A porta-voz da polícia de Los Angeles disse nesta segunda-feira, 10, que investigadores fizeram a autópsia e liberaram o corpo do rapper para a família, mas uma causa não será divulgada até os resultados dos exames toxicológicos, que podem levar semanas ou até meses.

As letras de Miller frequentemente lidavam com temas como depressão e abuso de drogas, e seus fãs e colaboradores incluem alguns dos maiores nomes do hip hop.

Paramédicos encontraram Mac Miller já sem vida na sexta-feira, 7.

Ariana Grande, que esteve num relacionamento de dois anos com Miller até o início de 2018, postou uma imagem dele em preto e branco, sem legendas, na sua página do Instagram no sábado.

Mais conteúdo sobre:
Mac Miller

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.