Católicos protestarão cantando contra Madonna na Polônia

Cantora escolheu dia de festa religiosa para apresentação em Varsóvia, a maior desde Michael Jackson em 1996

Efe,

12 de agosto de 2009 | 15h35

Os grupos católicos que se opõem ao show de Madonna em Varsóvia, na Polônia, no próximo sábado, 15, pretendem se concentrar em frente ao local da apresentação para cantar hinos e cânticos religiosos, já que será dia da Festa da Assunção da Virgem.

 

O show da cantora, que não é visto com bons olhos por setores mais conservadores da Polônia, será um dos mais protegidos da europa, com cerca de 1.200 agentes de segurança, segundo informou nesta quarta-feira, 12, o diário polonês Zycie Warszawy. O concerto, além disso, será o maior realizado no país desde a apresentação de Michael Jackson, em 1996.

 

As autoridades calculam que cerca de 100 mil pessoas assistirão ao show, que para alguns grupos religiosos constitui uma autêntica provocação por parte de Madonna, que escolheu para sua primeira apresentação na Polônia uma data de grande importância religiosa, o dia da Assunção da Virgem ao Céu.

 

"Somos livres para cantar, porque o dia 15 é a data de uma festa nacional e religiosa", afirmou Marian Brudzynski, responsável do Comitê de Defesa da Fé e da Tradição Pró-Polônia, que assegura que cantará com todas suas forças no próximo sábado em frente ao local onde Madonna se apresentará.

 

Marian considera as performances da americana "anti-cristãs" e de mau gosto, que podem ridicularizar as crenças que milhões de fiéis professam em todo o mundo. Segundo Marian, outras mil pessoas são esperadas para se unirem aos cantos religiosos em protesto a Madonna.

 

Várias personalidades polonesas se manifestaram contra a escolha de Madonna em realizar seu show no dia da festa religiosa, entre elas Lech Walesa, ativista de direitos humanos, e Janusz Kochanowski, o Defensor do Povo, que lamenta que a escolha da "diva do pop" possa ferir as sensibilidades religiosas de parte da população.

Tudo o que sabemos sobre:
MadonnaPolôniamúsicapopshow

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.