Cat Stevens é proibido de entrar nos Estados Unidos

Um avião foi obrigado a desviar sua rota quando foi divulgado que o ex-cantor Cat Stevens, que agora se chama Yusuf Islam, estava a bordo. Islam faz parte de uma lista de pessoas que o governo norte-americano proibiu de entrar no país. O vôo 919 da United Airlines, que ia de Londres para Washington, foi desviado para Bangor, no Estado do Maine, ontem e foi recebido por agentes federais, informou Nico Melendez, porta-voz da Agência de Segurança e Transporte.O porta-voz do Departamento de Segurança de Interior, Dennis Murphy, identificou o passageiro. "Ele foi interrogado e lhe foi negada a entrada nos Estados Unidos por motivos de segurança nacional", disse Murphy, que declarou que Islam será colocado em outro de vôo volta para a Europa hoje. As autoridades não revelaram o motivo pelo qual um ativista da paz poderia ser considerado um perigo para os Estados Unidos. Islam visitou Nova York em maio para participar de um evento de caridade e promover seu mais novo DVD.O ex-cantor, que teve sucessos como Wild World, abandonou a carreira musical e se converteu ao islamismo nos anos 1970, chamou a atenção internacional no final dos anos 1980, quando declarou seu apoio à sentença de morte que o aiatolá Ruhollah Khomeini emitiu contra o escritor Salman Rushdie, autor Versos Satânicos. Islam tem criticado os atentados terroristas, inclusive os de 11 de setembro de 2001 e o da escola russa onde morreram 300 pessoas, sendo a maioria crianças.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.