Caso LS Jack: clínica não podia fazer lipoaspiração

A clínica Perfil Plastic, na Barra da Tijuca, onde o vocalista da banda LS Jack, Marcus Menna, sofreu uma parada respiratória, após submeter-se a uma lipoaspiração há 12 dias, não estava habilitada a realizar esse tipo de procedimento.A Vigilância Sanitária Estadual já havia decidido proibir a realização de cirurgias na clínica, que não tem registro no Centro de Vigilância Sanitária Estadual nem no Conselho Regional de Medicina (Cremerj), até que se cumprissem exigências indicadas no início deste mês. A Vigilância constatou em uma visita à clínica realizada ontem que tais exigências não foram cumpridas.A clínica tinha licença apenas para realizar cirurgias de pequeno porte (que necessitam de anestesia local e dispensam internação). A lipoaspiração é considerada uma cirurgia de médio porte.Não há na Perfil Plastic um plano de emergência para imprevistos durante as cirurgias. "As macas não cabem no elevador e não há rampas de acesso", disse o vice-presidente da Comissão de Saúde da Assembléia, Paulo Pinheiro. Nenhum representante da Perfil Plastic foi encontrado para comentar a decisão. Menna permanece internado na Unidade de Tratamento Intensivo do Hospital Copa D´Or, em Copacabana. O quadro neurológico é estável, mas ele continua em coma induzido.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.