Casal Obama elogia Stevie Wonder em concerto na Casa Branca

O presidente dos EUA, Barack Obama, e sua mulher, Michelle, homenagearam Stevie Wonder na quarta-feira com um troféu e uma apresentação na Casa Branca, dizendo que a música do cantor legendário da Motown ajudou a uni-los. O cantor soul várias vezes premiado com o Grammy recebeu o segundo prêmio anual Gershwin da Canção Popular, dado pela Biblioteca do Congresso, num evento na Casa Branca em reconhecimento à influência de sua música sobre a cultura e sua capacidade de unir pessoas. O fato de que Stevie Wonder receberia o prêmio foi divulgado em setembro de 2008. "Homenageamos um homem por cujas músicas e letras eu me apaixonei quando era garotinha", disse Michelle Obama. "O primeiro álbum que comprei na vida foi 'Talking Book', de Stevie Wonder", disse. "Anos mais tarde, descobri o que Stevie queria dizer quando cantava o amor. Barack e eu escolhemos a canção 'You and I' para nosso casamento", disse ela. O presidente também chamou a atenção para a influência de Stevie Wonder em sua vida, elogiando o apelo universal de sua música. "Acho que é justo dizer que, se eu não fosse fã de Stevie Wonder, Michelle talvez não tivesse namorado comigo", disse. "E não sou só eu", acrescentou Obama. "Milhões de pessoas em todo o mundo encontram conforto e alegria na música de Stevie e sua capacidade única de encontrar esperança na luta e humanidade de nossas dificuldades comuns." Os convidados e artistas que se apresentaram no concerto incluíram a cantora soul India Arie, a cantora country Martina McBride, o artista de hip-hop will.i.am e o duo gospel Mary Mary. Segundo Obama, eles refletem o estilo musical do próprio Stevie Wonder, que abrange vários gêneros. "Ele criou um estilo que é singularmente americano, singularmente próprio mas também, de alguma maneira, universal", disse o presidente. Stevie Wonder, que é partidário de Obama, é politicamente ativo há anos, tendo em 1983 defendido a transformação do Dia de Martin Luther King em feriado nacional. No concerto, Wonder disse que a eleição de Obama o fez acreditar que seus filhos poderão "viver o sonho do qual o Dr. King falou, tantos anos atrás".

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.