Carro capota seis vezes em acidente com Leonardo

O cantor Leonardo, de 40 anos, escapou de um trágico acidente na noite de segunda-feira. Ele perdeu o controle do carro que dirigia - um Land Rover Defender - e capotou seis vezes na BR-070, perto de Jussara, a 223 quilômetros de Goiânia. O cantor e mais quatro pessoas estavam no carro. Sebastião Figueiredo Arantes, de 48 anos, amigo de Leonardo, morreu na hora, vítima de traumatismos múltiplos. O cantor Leonardo (batizado Emival Eterno Costa) está internado na Clínica Santa Mônica, em Aparecida de Goiânia, desde as 3h30 da madrugada. Ele chegou ao local seis horas depois do acidente, que ocorreu perto de uma de suas fazendas, a Talismã 1, no interior de Goiás. De acordo com o neurocirurgião Francisco Azeredo, da Clínica Santa Mônica, o cantor sofreu um traumatismo craniano leve e uma contusão na mão direita, mas está fora de perigo. Sofreu pequenas queimaduras no pescoço, ombro e ficou ainda com marcas no corpo deixadas pelo cinto de segurança. Ele foi sedado por ter chegado à clínica muito nervoso. O médico afirmou que, se não houver piora em seu estado, Leonardo terá alta amanhã. O cantor foi submetido a tomografias e radiografias na cabeça e na mão. Os resultados dos exames foram positivos. Segundo os médicos, o quadro de saúde do cantor evoluiu satisfatoriamente e ele recebeu por volta das 16 horas a visita da esposa e familiares. Ele sofreu arranhões e pancadas na cabeça, nas costas e nas mãos. Leonardo estava bastante abatido pela morte de seu amigo Sebastião Figueiredo Arantes. Padrinho de um dos filhos do cantor, Sebastião morreu de politraumatismo no acidente. Leonardo contou à sua assessora de imprensa, Ede Cury, que o carro teria perdido a roda traseira esquerda e se desgovernou, pendendo para o lado direito. O cantor tentou controlar o carro, que capotou seis vezes e jogou os quatro passageiros para fora do carro. Apenas Leonardo, o único que usava cinto se segurança, ficou no veículo. O grupo foi socorrido pelo pai do cantor, Avelino Costa, que vinha logo atrás em um outro carro, com um motorista. Uma enfermeira que passava pelo local também ajudou no socorro às vítimas. O diretor da Polícia Civil de Brasília, Laerte Rodrigues de Bessa, ficou ferido gravemente no acidente. Segundo os médicos que o atendem, seu estado é gravíssimo e ele respira com ajuda de aparelhos. Outro que está em estado grave é o músico José das Dores Fernandes, o Zé Mulato, da dupla Zé Mulato e Cassiano. Ele tem 53 anos e estava em coma induzido até o fim da tarde de hoje. Sua dupla ganhou este ano o prêmio TIM de melhor dupla sertaneja do Brasil. O Land Rover Defender que era dirigido por Leonardo pertence à concessionária Coíma Veículos, de Brasília. O veículo, registrado com as placas JHD-0110 e avaliado em R$ 89 mil, teve perda total no acidente. O carro estava sob responsabilidade de Laerte, que o recebeu da concessionária de Brasília para um test drive. O outro passageiro do carro, o agente da Polícia Federal de Brasília Ayrisson Roberto Pequeno teve ferimentos leves e não corre perigo. A assessora de Leonardo contou que a esposa e a família do cantor participaram do enterro de Sebastião, "que era amigo e compadre de Leonardo". Uma pequena multidão se concentrou na porta da Clínica Santa Mônica, onde Leonardo está internado. Muitas fãs queriam saber notícias do ídolo e levar desejos de melhora. As causas do acidente estão sendo analisadas pela Polícia Rodoviária Federal e por peritos da Polícia Civil de Goiás. "Antes de conhecermos o laudo, qualquer hipóstese sobre as causas do acidente é pura especulação", afirmou um perito do Instituto de Criminalística de Goiás que esteve no local do acidente.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.