"Carmina Burana" ganha versão multimídia

Estréia amanhã, na Via Funchal, uma nova montagem da cantata cênica Carmina Burana, de Carl Off. A produção, dirigida por Rubens Velloso, conta com a presença da Orquestra Sinfônica Municipal, do Coral Municipal, do Coral Infantil Eco, além dos solistas Sebastião Teixeira, Paulo Mandarino e Berenice Barreira. A direção musical é do maestro Mário Zaccaro.Velloso criou para Carmina Burana uma concepção cênica que vai muito além da tradicional forma de concerto em que a obra é usualmente interpretada. Durante a apresentação, serão projetados em um telão vídeos com detalhes de obras de pintores renascentistas do norte da Europa, como Van Eyck, Van der Weyden, Van der Goes, Hobbema, com destaque para Bosch e Brueghel.Além disso, também serão mostradas cenas de filmes como La Passion de Jeanne d´Arc, de Dreyer, Andrei Rubliev, de Tarkovsky, e Decameron, de Pasolini. Mas as inovações não páram por aí. Em diálogo com a música e as projeções, atores também participam do espetáculo. "A orquestra vai ficar fora do palco, no espaço normalmente reservado para mesas, enquanto no palco cantores e atores estarão interpretando a obra", explica o maestro Záccaro que não teme que a concepção cênica desvie a atenção do público da música. "Orff escreveu Carmina Burana não só com música, mas, também, com atividades cênicas".Popular - Composta em 1937, Carmina Burana reúne poemas medievais do século 13, escritos em latim vulgar e em alemão e francês arcaicos, encontrados no século 19, em um mosteiro na Bavária. Os textos lidam com diferentes temas, desde a celebração da chegada da primavera ao erotismo e à bebida.Seus temas, amplamente utilizados no cinema e na televisão, são considerados referências quando se tem a intenção de recriar o ambiente medieval. É difícil encontrar quem não conheça o mais famoso deles, Fortuna Imperatrix Mundi, apresentada na abertura do concerto e já foi utilizado até em comercial de biscoito.As três apresentações na Via Funchal são uma oportunidade de conferir, em sua versão original, a montagem da cantata encenada no ano passado no Teatro Municipal. Na ocasião, em razão das limitações do espaço, a presença de atores teve de ser cancelada e apenas dois telões puderam ser instalados."Carmina Burana". De Carl Orff. Com a Orquestra Sinfônica Municipal de São Paulo, Coral Municipal e Coral Infantil Eco, sob a regência de Mário Zaccaro. De terça a quinta às 21h30. De R$ 30,00 a R$ 120,00. Ingressos esgotados para quarta. Via Funchal. Rua Funchal, 65, tel. 866-2300

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.