Carlos Santana critica Bush em show em Buenos Aires

O guitarrista mexicano Carlos Santana, 58, que se apresenta no próximo dia 17 em São Paulo, participou do festival Personal en vivo Fest 06, em Buenos Aires. Durante o show, reiterou suas críticas ao presidente norte-americano, George W. Bush, e fez um apelo pela paz no mundo. "Estamos aqui para fazer o oposto de Bush", disse Santana em alusão à guerra no Iraque, durante o espetáculo apresentado na noite de quinta-feira perante cerca de 15 mil pessoas. "É preciso compaixão. Tomara que o céu se abra e abençoe a sabedoria e que brilhe com sua própria luz", continuou o guitarrista. O espetáculo foi o terceiro show internacional visto na Argentina, depois da passagem da banda britânica Rolling Stones - em show marcado por tumulto e violência - e da irlandesa U2. Acompanhado por uma dezena de músicos, Santana mostrou canções de seu novo álbum, All that I am, e outros antigos sucessos, como Maria Maria, Corazón Espinado, Ida le Yaleo, Africa Bamba, Adouma e The Game of Love. No dia 15 de março, Carlos Santana se apresenta em Porto Alegre, no Gigantinho. Depois, no dia 17, no estacionamento Anhembi, em São Paulo, e no seguinte no Sambódromo do Rio de Janeiro. Em São Paulo, os ingressos custaram de R$150 (pista/arquibancada) a R$ 500 (cadeiras numeradas).

Agencia Estado,

10 de março de 2006 | 12h25

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.