Carlinhos Brown encerra curso sobre Lei Rouanet

Para finalizar o Curso sobre a Lei Rouanet para Empresas, a Delegacia Regional do Ministério daCultura em São Paulo trará na segunda-feira o cantor, compositor e instrumentista baiano Carlinhos Brown para falar sobre seus dois projetos de sucesso: a Escola de Música Pracatum e o Tá Rebocado, que funcionam como programas educacionais e comunitários para a população do bairro Candeal Pequeno, uma região carente da cidade de Salvador. Mostrar o êxito deCarlinhos Brown tem chances de seduzir empresários que, futuramente, poderão se interessar em patrocinar projetos culturais aliados a ações sociais.Carlinhos Brown falará sobre a Associação Pracatum Ação Social (Apas) que, apesar de ser atuante há cerca de 17 anos, só foi oficializada em 1994 e engloba os dois projetos citados."Tudo isso surgiu da necessidade de se fazer projetos de educação profissional para tirar adolescentes e crianças das ruas", explica Brown. O músico escolheu o Candeal Pequeno parainiciar os projetos, que têm como finalidade "recuperar a identidade, a auto-estima" dos habitantes do bairro e, não raro educá-los, já que muitos não têm acesso ao ensino fundamental.O Tá Rebocado tem como foco a construção comunitária. "A gente detectou várias famílias que moravam juntas, cinco famílias em uma casa de dois cômodos", conta Brown. A primeira etapa do programa beneficiou 114 famílias com a construção de habitações e ainda com a reforma de outras 26 unidades e ampliação das redes de abastecimento, iluminação pública e abertura de vias para veículos.A segunda etapa, que já foi iniciada, terá a construção de um posto de saúde e fará a pintura e acabamento de mais 60 casas. "O importante é que é um projeto estético", diz o músico. "As pessoas precisam valorizar seus ambientes e cuidarde seus espaços, mesmo que sejam pequenos", afirma. Uma pesquisa feita no local apurou que 500 famílias viviam abaixo da linha da miséria. "Esse projeto mexeu com a auto-estima doshabitantes", diz. A Petrobras e a Caixa Econômica Federal ajudaram a construir as casas.Além das artes, o programa também oferece cursosprofissionalizantes, alfabetização de adultos, atividades educativas sobre higiene e informação sobre os direitos do cidadão. "Hoje, o Candeal parece um bairro de classe média baixa", afirma Brown.O outro projeto, a Escola de Música Pracatum, surgiu para ensinar jovens com idade entre 14 e 18 anos a se profissionalizarem fazendo música. A escola é patrocinada pela Petrobras e conta com um prédio composto por nove salas de aula,biblioteca, estúdio de gravação e sala de informática. Os alunos aprendem a lidar com instrumentos e fazem aulas de percussão,composição, canto coral, entre outros. Os cursos são gratuitos e têm duração de quatro anos. "Hoje há pessoas formadas na Pracatum que participam de shows de outros artistas como Caetano, Gil e Marisa Monte", conta. Brown diz que já pensa em expandir suas idéias para outros bairros e que está fazendo um documentário com André Buarque mostrando a evolução dos projetos.As inscrições para o encontro estão abertas. Voltado a empresários, o curso é gratuito e ocorrerá das 9 às 13 horas no Salão Nobre da Fundação Getúlio Vargas. Inscrições e informaçõespelos telefones (11) 5539-6304 e 5539-6308 ou pelo e-mail drminc@dialdata.com.br.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.