Cantora Natalie Cole é diagnosticada com hepatite C

Filha da lenda do jazz Nat King Cole provavelmente contraiu a doença por consumo de drogas anos atrás

Associated Press,

16 de julho de 2008 | 11h38

A cantora norte-americana Natalie Cole foi diagnosticada com hepatite C, segundo informou sua representante nesta quarta-feira, 16, em um comunicado.   Veja também: Natalie Cole critica vitória de Amy Winehouse no Grammy   A hepatite C é uma doença do fígado que é transmitida pelo contato com sangue infectado. A declaração diz que a cantora descobriu a enfermidade por meio de um exame de rotina e que provavelmente a contraiu por consumo de drogas anos atrás.   "Estou rodeada de amor e do apoio da minha família e amigos; estou comprometida a crer em mim mesma e na minha fé para enfrentar este desafio com um otimismo sincero e com determinação", afirmou Natalie na nota.   O doutor Graham Woolf, professor associado de medicina clínica no Centro Médico Cedars Sinai na Universidade da Califórnia em Los Angeles, disse que Natalie tem "respondido maravilhosamente bem aos medicamentos e agora os exames indicam que ela está livre do vírus".   "Isto aumenta sua possibilidade de cura", disse Woolf. "No entanto, Natalie também sofreu sérios efeitos secundários do tratamento antiviral, que é o único autorizado pela Administração Federal de Alimentos e Medicamentos (FDA, sigla em inglês) para hepatite C. Os efeitos secundários incluem fadiga, dores musculares e desidratação, mas ela está se recuperando".   Natalie, de 58 anos, filha da lenda do jazz Nat King Cole, vendeu milhões de discos ao longo de sua carreira e ganhou vários prêmios Grammy. Em setembro ela deve lançar Still Unforgettable, uma segunda parte de seu CD de 1991 Unforgettable ... With Love, em que gravou versões de clássicos de seu pai.

Tudo o que sabemos sobre:
Natalie Cole

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.