Cantora Etta James morre aos 73 anos nos EUA

A cantora três vezes ganhadora do Grammy Etta James, pioneira do rhythm and blues (R&B) e do rock nos anos 1950 e conhecida por seu hit "At Last", morreu aos 73 anos nos Estados Unidos, afirmou seu agente nesta sexta-feira.

REUTERS

20 de janeiro de 2012 | 15h52

Etta morreu na manhã desta sexta-feira num hospital em Riverside, na Califórnia, de complicações da leucemia, afirmou Lupe De Leon. Ela faria 74 anos na quarta-feira.

"Ela morreu nesta manhã. Ela estava com o seu marido e seus filhos. Ela morreu de complicações da leucemia", disse De Leon, amigo e agente de longa data da cantora.

Etta foi diagnosticada com leucemia dois anos atrás, mas estava com a saúde debilitada há alguns anos.

Seu médico disse em dezembro que Etta estava num estágio terminal com leucemia. Ela também sofria de diabetes, problemas renais e demência e foi hospitalizada no fim do ano passado devido a problemas respiratórios.

Ela foi uma artista de destaque nos primeiros dias da música R&B com canções como "The Wallflower" e "Good Rockin' Daddy". Mas foi a sua gravação de "At Last", em 1961, que a colocou no mapa da música.

(Reportagem de Alex Dobuzinskis e Jill Serjeant)

Tudo o que sabemos sobre:
Etta James

Encontrou algum erro? Entre em contato

Comentários

Os comentários são exclusivos para assinantes do Estadão.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.