Youtube
Youtube

Cantora egípcia é condenada à prisão por comer banana em videoclipe

Episódio ocorreu com a jovem artista Shaimaa Ahmed, mais conhecida como Shyma

Ansa

13 Dezembro 2017 | 10h56

A cantora egípcia Shaimaa Ahmed, mais conhecida como Shyma, foi condenada a dois anos de prisão no Egito por "incitar a depravação e a libertinagem", ao aparecer em um videoclipe comendo uma banana e vestindo roupas íntimas.

Em cenas do clipe da música I Have Issues, a cantora lambe uma maçã e come uma banana em uma sala de aula. As imagens causaram indignação na população mais conservadora do país, que pediu uma punição para Shyma.

A cantora foi detida em novembro e pediu desculpas em sua página no Facebook - que foi excluída - para quem não aprovou o vídeo, alegando que não imaginaria tamanha repercussão. "Nunca imaginei que eu ficaria sujeita a um ataque tão forte de tanta gente", escreveu.

Os fãs de Shyma consideraram a prisão como mais uma forma de opressão no país.

Além da jovem cantora de 25 anos, o diretor do vídeoclipe também foi condenado a dois anos de prisão. Eles ainda podem recorrer da sentença.

Essa não foi a primeira vez que uma mulher foi presa no Egito por "inicitar a devassidão". Em 2016, três dançarinas foram condenadas a seis meses de prisão pelo mesmo motivo.

 

Mais conteúdo sobre:
música Egito [Ásia]

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.