Cantora do TLC morre em acidente de carro

Um dos grupos femininos mais bemsucedidos da história da música teve um final trágico na noitede ontem. Lisa "Left Eye" Lopes, do trio TLC, morreu em umacidente de carro em Honduras, encerrando a carreira do grupoque vendeu milhões de discos, emplacou hits como Waterfallse No Scrubs, colecionou quatro Grammys e abriu caminho para o sucesso de nomes como Destiny´s Child. Lopes, que faria 31 anos no mês que vem, também chamou atenção nos anos 90 por seu temperamento explosivo - e principalmente por ter ateado fogo na mansão do namorado.Capitalizando em cima da fórmula que consagrou o Salt ´NPepa, mas com um tempero de rhythm & blues, o TLC estreou em1992 com o disco Ooooooh... On the TLC Tip!. Lopes fazia osraps, enquanto Tionne "T-Boz" Watkins e Rozonda "Chilli"Thomas dividiam-se entre harmonias. O grupo logo ficou conhecidotambém pelas roupas "extra-large", maquiagem exagerada eatitude inspirada nos artistas de hip hop.O estouro internacional veio em 1994, com o discoCrazySexyCool, que teve 10 milhões de unidades vendidas,impulsionado pelos hits Creep e Waterfalls. As meninasviraram mania nos Estados Unidos, ganharam um Grammy e fizeramuma longa turnê mundial.Dois anos depois, no entanto, brigas com a empresáriaque era dona dos direitos do grupo e com a gravadora LaFaceRecords fizeram com que a banda decretasse falência. A carreirado TLC virou um perfeito Por Trás da Fama por conta dasbrigas entre as integrantes e, principalmente, pelo escândalo emque Lopes se envolveu. Em um ataque de ciúmes, ela ateou fogo namansão de US$ 1 milhão do namorado, o jogador de futebolamericano Andre Rison, e foi condenada a cinco anos de liberdadecondicional.O grupo conseguiu superar as dificuldades e, parasurpresa da indústria fonográfica, voltou às paradas em 1999 como disco FanMail, que acabou tendo 6 milhões de cópiasvendidas. Durante a turnê promocional do álbum, Lopes voltou aganhar as páginas de fofocas quando desafiou as companheiras debanda e se recusou a fazer aparições ao lado delas. "Vamoslançar discos-solos simultâneos para ver quem vai fazer maissucesso", escreveu a cantora em uma carta à revistaEntertainment Weekly. Com a ascensão do Destiny´s Child, umaversão mais sexy e mais família, o TLC perdeu seu lugar como oprincipal trio feminino do pop.O único sucesso de Lopes longe das outras cantoras doTLC, ironicamente, foi com a spice girl Mel C. A música NeverGonna Be the Same Again chegou ao topo da parada da Inglaterra, mas não foi percebida nos Estados Unidos. Seu álbum-solo,Supernova, foi lançado na Europa, mas o encalhe foi tãogrande que a gravadora desistiu de lançar no mercado americano.Há poucos meses, ela havia assinado um contrato com a Tha RowRecords, do polêmico Suge Knight, para gravar um disco sob opseudônimo de N.I.N.A. O TLC estava gravando um novo disco quedeveria chegar ao mercado ainda este ano.Lopes morreu em um acidente em um local não reveladopela gravadora Arista Records no país da América Central. Elaestava de férias e foi a única vítima em uma colisão queenvolveu sete pessoas. Comunicados emocionados das companheirasde banda e da gravadora foram distribuídos à imprensa. Os planospara o funeral da cantora ainda não foram anunciados.

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.