Eric Gaillard/Reuters
Eric Gaillard/Reuters

Cantor Robbie Williams acredita ter síndrome de Asperger ou autismo

Em entrevista à emissora de rádio da BBC, Robbie Williams, que sofre também de depressão e ansiedade, disse que 'é um trabalho realmente duro' estar em sua cabeça

EFE

30 Junho 2018 | 17h30

O cantor britânico Robbie Williams confessou nesta sexta-feira, 29, que acredita ser portador da síndrome de Asperger, um transtorno caraterizado por dificuldades no desenvolvimento das habilidades sociais.

Williams, de 44 anos, revelou em entrevista à Rádio 2, da emissora pública BBC, que falta "algo" e que "é um trabalho realmente duro" estar em sua cabeça.

O cantor de Angels sofre de depressão e ansiedade, e ao longo da vida teve problemas com álcool e drogas.

"Pode ser que tenha Asperger ou autismo. Não sei em que espectro me encontro, mas tenho algo", declarou, ao mesmo tempo que apontou que tem "uma interessante compulsão, dependência, doença mental".

+++ Robbie Williams posta foto nu para divulgar sua biografia

O síndrome de Asperger, que é considerada dentro do espectro autista, é um transtorno do neurodesenvolvimento que faz que o cérebro das pessoas funcione de maneira diferente, especialmente em aspectos comunicativos e de interação social, assim como na flexibilidade de pensamento e comportamento.

+++ Robbie Williams diz que quer tocar no Rock in Rio e lamenta acidente com Chapecoense: 'Força, Chape'

O músico é conhecido pelos seus excessos e irreverências e provocações sobre o palco, a última protagonizada na cerimônia de abertura da Copa do Mundo da Rússia, quando mostrou o dedo do meio para as câmeras.

Williams é casado desde 2010 com a atriz americana Ayda Field, de 39 anos, com quem tem dois filhos de cinco e três anos.

Mais conteúdo sobre:
Robbie Williams

Encontrou algum erro? Entre em contato

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.