Reinaldo - O príncipe do pagode/Facebook
Reinaldo - O príncipe do pagode/Facebook

Cantor Reinaldo, o 'príncipe do pagode', morre aos 65 anos

Artista lutava contra um câncer no pulmão; nas redes sociais, sambistas lamentaram a morte do sambista

Felipe Cordeiro, O Estado de S.Paulo

18 de novembro de 2019 | 07h04
Atualizado 18 de novembro de 2019 | 11h38

SÃO PAULO - O cantor e compositor Reinaldo, conhecido como "príncipe do pagode", morreu, aos 65 anos, na madrugada desta segunda-feira, 18, em São Paulo. O artista lutava contra um câncer  no pulmão havia quatro anos. 

A informação da morte foi confirmada pela assessoria de imprensa do artista no início da manhã desta segunda.

Reinaldo Gonçalves Zacarias nasceu no Rio de Janeiro em 9 de novembro de 1954 e iniciou a carreira na década de 1980, quando ganhou o apelido de "príncipe do pagode" de uma rádio fluminense.

Em 1986, gravou o seu primeiro álbum, Retrato Cantado de um Amor, que leva o nome de um de seus maiores sucessos. Outras canções que marcaram a carreira de Reinaldo foram Sonhos e Trapaças do Amor.

Em 2012, o cantor se candidatou a vereador na cidade de São Paulo, mas não foi eleito.

O enterro do cantor ocorrerá no Cemitério Bela Vista, em Osasco, na Grande São Paulo, às 17 horas.

Ouça Retrato Cantado de um Amor

Ouça Trapaças do Amor

Ouça Sonhos

Nas redes sociais, importantes nomes do samba e do pagode, como Arlindinho, Dudu Nobre e Mumuzinho, lamentaram a morte de Reinaldo.

Confira a seguir as homenagens a Reinaldo:

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Muitas Flores em vida , eu nunca cantei num pagode sem falar em seu nome e exaltar sua arte. O maior cantor de samba que eu vi cantar ao vivo!

Uma publicação compartilhada por Arlindinho (@arlindinhooficial) em

 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 
 

Uma publicação compartilhada por Dudu Nobre (@dudunobresamba) em

Encontrou algum erro? Entre em contato

Tendências:

O Estadão deixou de dar suporte ao Internet Explorer 9 ou anterior. Clique aqui e saiba mais.